PRÉMIOS FATAL 2013

O FATAL (Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa) 2013 chegou ao fim e os vencedores foram revelados ao público e aos grupos de teatro universitário no sábado, dia 25, pelas 22 horas, no Paradise Garage ao som dos Flashbackers e do Dj Frederik. A 14ª edição do FATAL, contou, de 7 a 21 de Maio, com a maior programação de sempre. Desde a Competição FATAL que levou ao palco do Teatro da Politécnica 13 espectáculos até à inovadora categoria MAIS FATAL que apresentou nove espectáculos e ao FATAL CONVIDA, que incluiu duas apresentações internacionais e leituras inéditas.

O festival destacou-se também pela contemporaneidade das peças apresentadas e pela actualidade e criatividade dos grupos de teatro académico que são a alma e o razão de existir do FATAL.

Depois de quase três semanas de apresentações, a derradeira noite chegou para ditar quem se sagrou vencedor na 14ª edição do festival de teatro universitário lisboeta.

O Júri da 14ª edição do FATAL é constituído por:

José Pereira, em representação da Associação Académica da Universidade de Lisboa

José Pires, realizador e director de actores

Maria Elisabeth da Costa, em representação do Centro de Estudos de Teatro

Paulo Braga, em representação da Câmara Municipal de Lisboa

Paulo Morais, em representação da Escola Superior de Teatro e Cinema do Instituto Politécnico de Lisboa

 

Damos a conhecer para publicação posterior às 00h00 de sábado, 25 para domingo 26, os Prémios FATAL 2013:

 

Prémio FATAL 2013
Patrocinado pela Caixa Geral de Depósitos

Atribuído, pelo Júri, ao melhor espectáculo apresentado no Festival

 

projecto H

Co-criação TEUC e Joana Providência

Direcção artística de Joana Providência

TEUC – Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra

Universidade de Coimbra

 

Prémio FATAL Cidade de Lisboa 2013
Patrocinado pela Câmara Municipal de Lisboa 

Atribuído, pelo Júri, ao espectáculo mais inovador apresentado no Festival

 

Medeia de Noitarder

De Raquel S.

Encenação de Raquel S.

TUP – Teatro Universitário do Porto

Universidade do Porto

 
Prémio FATAL do Público 2013
Com o apoio da MAKE UP FOREVER

Atribuído pelo público do Festival

 

NUM PAÍS ONDE NÃO QUEREM DEFENDER OS MEUS DIREITOS, EU NÃO QUERO VIVER

De Jorge Silva Melo, a partir de Michael Kohlhaas de Heinrich Von Kleist

Encenação de A. Branco

NOSTER

Universidade Católica Portuguesa (Lisboa)

Foram ainda atribuídas quatro Menções Honrosas FATAL 2013:

 

Menção Honrosa FATAL 2013 

Antígonas

A partir de Sófocles, Jean Anouilh, Bertolt Brecht e Maria Zambrano

Encenação de Júlio Martín da Fonseca

TUT – Teatro da Universidade Técnica

Universidade Técnica de Lisboa

 

Menção Honrosa FATAL 2013

 

Aldrabices

Criação colectiva

Encenação de Ávila Costa

GTL – Grupo de Teatro de Letras

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

 

Menção Honrosa FATAL 2013


Morro Como País

De Dimítris Dimitriádis

Encenação de John Romão

GTN – Grupo de Teatro da Nova

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

 

 

Menção Honrosa FATAL 2013

 

NUM PAÍS ONDE NÃO QUEREM DEFENDER OS MEUS DIREITOS,

EU NÃO QUERO VIVER

De Jorge Silva Melo, a partir de Michael Kohlhaas de Heinrich Von Kleist

Encenação de A. Branco

NOSTER

Universidade Católica Portuguesa (Lisboa)



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This