Quinteto Tati

A Tertúlia Castelense recebe, dia 12 de Março, a mini digressão do projecto de J.P. Simões.

É um dos melhores letristas que Portugal tem e um talento sem ânsias de protagonismo que continuamente tem inovado as produções nacionais. Falamos de João Pedro Simões, e há quem se lembre dele nos Belle Chase Hotel. Ele voltou, num disco que foi considerado como um dos melhores de 2004, editado pela recente Transformadores.

O mais interessante nos trabalhos de J. P. Simões, é precisamente a transformação que ele faz de géneros já tão antigos. Em Quinteto Tati, este novo projecto, os tons (e sons) são de valsas, rumbas e boleros. Isto, claro, num contexto muito especial, muito jazzístico e, atenção, cantado em português.

Em Quinteto Tati, J. P. Simões juntou-se a um outro músico dos Belle Chase Hotel, Sérgio Costa, e a Miguel Nogueira, Rui Alves, Daniel Tapadinha e Pedro Pinto. Exílio, o primeiro álbum desta formação Tati, vai ser apresentado ao vivo no Tertúlia Bar, dia 12 de Março.

Imaginem uma noite cinematográfica, um protagonista de microfone em punho, frases poéticas, cheias de sentido, exílio e muita ironia. Imaginem tudo isto com uma banda sonora por trás, com sons de saxofone, trompetes, flautas, contrabaixo. Imaginem isto numa noite de Março e não fiquem em casa nesse dia.

Os dias de Março vão ter mais animação na Tertúlia. Destacamos também os Bunnyrunch, já no dia 5, os Mu no dia 11 e o Festival Termómetro Unplugged.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This