Radio Moskov com duas datas em Portugal

RADIO MOSKOW + KALEIDOBOLT + HER NAME WAR FIRE @ RCA CLUB (01.10.2017)

Os Radio Moskow regressaram a solo português para duas datas, desta feita no Hard Club, no Porto, e no RCA Club, em Lisboa. É da data na capital que vos trazemos este relato e podemos avançar, desde já, que foi um sucesso. Correu bem a nível de afluência de espectadores, sendo que a sala de espectáculos ficou cheia como poucas vezes a vimos. Correu pelo melhor também no que diz respeito à qualidade dos concertos, como irão perceber mais à frente.

O evento em Lisboa teve mais um atractivo do que o no Porto: a presença dos portugueses Her Name Was Fire. Este duo lisboeta é formado por um guitarrista e um baterista que dividem as despesas vocais e deixou uma boa impressão da sua música, aproveitando o bom som do RCA para apresentar o Stoner Rock enérgico que consta no seu álbum de estreia, editado em Fevereiro do corrente ano. É importante referir que aquando da actuação da banda de João Campos e Tiago Lopes o recinto já se encontrava bem composto.

Oriundos da Finlândia, os Kaleidobolt revelaram-se uma excelente adição ao cartaz encabeçado pelos Radio Moskow. Este trio mescla rock psicadélico e progressivo com uma mestria impressionante, como o público pôde comprovar nesta noite. O início do concerto foi fortíssimo e logo se percebeu a grande valia desta jovem banda. O baixista, pelo meio, disse que esta era a primeira vez dos Kaleidobolt em Portugal e que estes achavam que o concerto ia ser bom mas foi ainda melhor do que esperavam. Pela óptima reacção por parte dos presentes, pode-se afirmar que para estes as expectativas também foram superadas.

A banda pela qual o público encheu o RCA Club, em dia de eleições e de Sporting/Porto estava guardada para o fim. Seguramente que devido ao grande concerto que deram, ninguém saiu daquela sala de espectáculos arrependido de lá ter tido. Os Radio Moskow deram pouca conversa e muita e boa música ao público. Isso é o mais importante. Sem contestar o valor dos álbuns da banda, é ao vivo que este trio se sente como peixe na água, transportando o público no tempo para algumas décadas atrás. Esta actuação certeira e cheia de feeling por parte dos Radio Moskow colocou os espectadores do seu lado. As pessoas corresponderam movimentando bastante os seus corpos durante os temas, tendo mesmo havido um esboço de uma espécie de mosh na recta final do concerto, o que não deixa de ser estranho, dada a sonoridade do grupo norte-americano. A banda afirmou que era muito bom estar de volta e para o público foi bom revê-los. Não há dúvida que este foi o concerto do ano no que diz respeito ao Rock mais underground. Futebol há muito.

 



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This