THE FLAMING LIPS, THE RAPTURE, YANN TIERSEN E RUFUS WAINWRIGHT ENTRE AS NOVAS CONFIRMAÇÕES PARA O OPTIMUS PRIMAVERA SOUND

O Optimus Primavera Sound apresentou esta manhã os detalhes da sua primeira edição, a realizar-se no próximo mês de Junho, na cidade do Porto. O Parque da Cidade recebe as principais actuações do festival desde quinta-feira, 7 de Junho, até sábado, 9 de Junho. No domingo, dia 10, o espírito do Primavera Sound desloca-se à cidade para celebrar o último dia de concertos.

No apartado artístico, dentro da extensa lista de confirmações, destaca-se a presença de Islandesa Björk, a apresentar “Biophilia”, um trabalho que ultrapassa os limites dos discos tradicionais para ser um pacote multimédia, a par do concerto de The Flaming Lips, detentores de concertos explosivos e um valor sempre seguro da arte do espectáculo. O concerto do crooner moderno Rufus Wainwright, no qual apresentará o seu disco mais pop dos últimos anos, e os pesos pesados do pop rock internacionais como a banda de Jeff Tweedy, Wilco, os Death Cab For Cutie, Explosions In The Sky, os renascidos Afghan Whigs, The xx ou o líder dos Neutral Milk Hotel, Jeff Mangum, são outros dos estímulos da edição portuguesa.

A lista de nomes importantes no panorama indie dos últimos anos não acaba aqui: a estreia das novas canções dos Spiritualized, os veteranos Yo La Tengo, o pop sonho dos Beach House, o projecto solitário de Bradford Cox, Atlas Sound, o pós punk dançável dos nova-iorquinos The Rapture, o rock árido dos The Walkmen, o retorno aos palcos dos reis do slowcore Codeine, o grupo liderado por Warren Ellis (Bad Seeds) Dirty Three, o garage moderno dos irresistíveis Black Lips ou as novas aventuras a solo de Lee Ranaldo (Sonic Youth) irão também visitar o Parque da Cidade.

Para a primeira edição do Optimus Primavera Sound foi escolhido um cartaz completo e sem fisuras, com grupos com notável peso na música das últimas décadas. Assim, a cidade do Porto vai receber desde a apresentação no novo disco dos britânicos Saint Etienne até ao concerto do francês Yann Tiersen, a par da visita de Shellac, um dos estandartes do festival barcelonês, ou o rock americano dos The War On Drugs.

Como é habitual no Primavera Sound, o festival acolherá todo o tipo de estilos e sensiblidades: desde o pop hedonista de The Drums, ao blackmetal dos Wolves In The Throne Room, do punk pop dos Wavves ao chillwave dos Washed Out, do shoegaze de I Break Horses ao rock psicadélico de Sleepy Sun, do hip hop fundido com hardcore dos Death Grips ao pop indie de Veronica Falls, passando por bandas actuais como Thee Oh Sees, Neon Indian, Other Lives, Baxter Dury, Siskiyou, Tall Firs ou Tennis.

A electrónica também tem o seu espaço no Optimus Primavera Sound: o popular e hiperactivo dj britânico Erol Alkan, um showcase da discográfica Numbers com Jackmaster, Oneman, Deadboy e Redinho, o directo do barcelonês John Talabot (actualmente um dos artistas electrónicos mais respeitados graças ao seu recente álbum de estreia), Forest Swords e Demdike Stare vão estar encarregues de cobrir este tema.

Também farão parte do cartaz da primeira edição do Optimus Primavera Sound os portugueses Gala Drop e WE TRUST e os espanhóis Bigott, Mujeres e Esperit!, que demonstram o bom momento que atravessa a música feita na Península Ibérica. Dentro das próximas semanas serão anunciados mais nomes portugueses e espanhóis ao cartaz do festival.

A organização apresentou a localização dos quatro palcos, que recebem as principais bandas do cartaz nos dias 7, 8 e 9 de Junho no Parque da Cidade. O palco principal terá o nome Optimus e repartirá as grandes actuações com o palco Primavera. O palco ATP será comissariado pela promotora britãnica All Tomorrow’s Parties, conhecida por organizar os festivais homónimos. O quarto palco combinará novas bandas de aclamado sucesso para se centrar, nas últimas horas do dia, nos principais djs e concertos onde a dança é obviamente o denominador comum. No dia 10, último dia do festival, o espírito Primavera Sound desloca-se à cidade do Porto.

Com o objectivo de proporcionar ao público do festival uma experiencia global do evento, a organização dedicará um esforço extra à cenografia no recinto do Parque da Cidade.  Desta forma, foram também apresentadas as ideias do projecto de cenografia desenvolvido pelo artista plástico João Paulo Feliciano, que estará encarregue de assumir a direcção artística da primeira edição do festival. O seu projecto será, seguramente, um factor diferencial, fazendo da estética um dos principais atributos do Optimus Primavera Sound.

Bilhetes e pontos de venda

O passe geral para o Optimus Primavera Sound custa 85€ (+ gastos), preço que se manterá até dia 20 de Fevereiro. Os pontos de venda são Ticketline, Ticketmaster, Seetickets UK e Paypal. Também se podem adquirir através da página de Facebook. Mais informação sobre os pontos de venda em www.optimusprimaverasound.com.

Artistas confirmados Optimus Primavera Sound 2012

THE AFGHAN WHIGS, ATLAS SOUND, BAXTER DURY, BEACH HOUSE, BIGOTT, BJÖRK, BLACK LIPS, CODEINE, DEATH CAB FOR CUTIE, DEATH GRIPS, DEMDIKE STARE, DIRTY THREE, THE DRUMS, EROL ALKAN, ESPERIT!, EXPLOSIONS IN THE SKY, THE FLAMING LIPS, FOREST SWORDS, GALA DROP, I BREAK HORSES, JAMES FERRARO AND THE BODYGUARD, JEFF MANGUM (NEUTRAL MILK HOTEL), JOHN TALABOT (LIVE), LEE RANALDO, MUJERES, NEON INDIAN, NUMBERS SHOWCASE (JACKMASTER, ONEMAN, DEADBOY, SPENCER, REDINHO), THE OLIVIA TREMOR CONTROL, OTHER LIVES, THE RAPTURE, RUFUS WAINWRIGHT, SAINT ETIENNE, SHELLAC, SISKIYOU, SLEEPY SUN, SPIRITUALIZED, TALL FIRS, TENNIS, THEE OH SEES, VERONICA FALLS, THE WALKMEN, THE WAR ON DRUGS, WASHED OUT, WAVVES, WE TRUST, WILCO, WOLVES IN THE THRONE ROOM, THE XX, YANN TIERSEN, YO LA TENGO.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This