The Tomorrow Children

The Tomorrow Children

Impressões da fase Alpha

Da parceria entre a Q-Games (Pixeljunk) e o Japan Studio (ICO e Shadow of the Colossus) nasce o jogo chamado The Tomorrow Children, ou numa tradução muito livre “As Crianças de Amanhã”. Foi anunciado no dia 12 de Agosto, na Gamescom deste ano e a sua fase de experimentação Alpha terminou há umas semanas. Nós estivemos por lá e como tal, aqui ficam as nossas primeiras impressões.

Antes de mais há que dar contexto à coisa e afinal, do que é que trata exactamente este título? Ora bem, a acção em The Tomorrow Children tem lugar algures num futuro imaginário. Futuro este que  por sua vez é consequência de uma experiência Russa que teve lugar nos anos 60. O objectivo seria subjugar a raça humana fazendo com que todas as consciências se unissem numa só consciência global. No entanto, a experiência falhou e praticamente toda a população mundial acabou por ser dizimada.

Nós, os jogadores, somos um clone e fomos criados com um objectivo muito específico: Popular aquilo que é designado como o Vácuo e das cinzas fazer renascer a nossa civilização. Para isso teremos de trabalhar e logo ao início é-nos solicitada a escolha de uma classe. Podemos ser mineiros, combatentes, exploradores, engenheiros, ou até mesmo simples cidadãos e cada uma começa com os seus atributos. Optei, pelo Combatente e dei por mim a chegar a uma cidade. Imediatamente, duas coisas me saltaram à vista. Primeiro, todo o tema soviético que reina nesta pequena e simples cidade. Eu chamo-lhe cidade, mas é tão pequena que mais podia ser considerada uma aldeia ou um simples povoado. Depois, claro foi impossível para mim não reparar no grafismo que se apresenta de forma tão única.

A cidade e tudo o que nela se encontra, até mesmo a nossa personagem, parecem-se com brinquedos e objectos em metal. Ou não fosse tudo isto o fruto da imaginação de alguém, a sensação que temos ao deambular por todo o cenário é, no mínimo, arrebatadora. Primeiro por serem tão reais, tão palpáveis, todas as texturas que encontramos e segundo por serem ao mesmo tempo tão parecidas com os objectos que infelizmente muitos pais, em países ou situações mais desfavorecidas, têm de improvisar para os seus filhos. Dá que pensar no que realmente significa a mensagem que se esconde no título deste jogo, não é? The Tomorrow Children, o amanhã de quando?

The Tomorrow Children

Mas voltemos ao jogo, sem quaisquer direcções para onde ir e sem perceber o russo que um guarda falou para mim. Fui ter a um guichet que tinha o nome da minha classe por cima. Como sou uma espécie de soldado, isto permitiu-me comprar uma arma. Em boa hora a comprei, pois depressa a cidade onde estava começou a ser atacada por misteriosas criaturas. Enormes, diga-se. Desde aranhas a uma espécie de gigantes.

Depressa me apercebi que não estava sozinho. Ouvi o som de canhões e corri na sua direcção. Era um engenheiro que estava a disparar. Empunhando a minha arma, decidi ajudar. Conseguimos repelir o ataque, mas mesmo assim não pude deixar de reparar na perda de recursos da cidade. Depois voltei a aperceber-me que neste mundo tenho de trabalhar e ajudar quem trabalha. Dei por mim a pensar se esta não seria outra mensagem. De facto, por norma, quem vive o mal que desencadeamos são as crianças que nele vão crescer, certo?

Ao serem derrotadas estas criaturas deixaram no chão uma espécie de cristal. Ao apanhá-lo levei-o para o sítio respectivo da cidade. Este era mais um dos recursos necessários para a subsistência da cidade. Mas há mais, que podem por exemplo ser minados. Ao ajudar e contribuir, adquirimos créditos que podem ser utilizados para comprar os mais variados itens. Alem dissi ganhamos também pontos de experiência. Quanto mais evoluirmos mais habilidades desbloqueamos para a nossa classe. E o engraçado é que com mais ou menos atributos (os quais podem ser alterados à medida que evoluímos), todas as classes podem exercer as funções das restantes. Bem ou mal, com maior ou menor aptidão, todos podemos fazer a diferença e ajudar a nossa comunidade. Ainda estamos a falar do The Tomorrow Children, certo?

The Tomorrow Children chega até nós na forma de uma experiência social onde teremos de procurar comida, efectuar reparações, proteger e ao mesmo tempo ajudar quem trabalha. Uma experiência social bem ao estilo de Minecraft só que de uma forma mais refinada. A fase Alpha durou pouco tempo mas deixou-nos bem curiosos e mal podemos esperar para explorar um pouco mais do que este título tem para nos oferecer. Nós, cá estaremos para vos contar tudo o que sabemos.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This