Coisas de Homem

Coisas de Homem

Espero que existam no tamanho XXS

Algumas das melhores colecções que vi nos últimos tempos são masculinas. O interesse dos homens pela Moda há muito que deixou de se limitar aos fatos Armani e Hugo Boss, e as colecções de casas como a Givenchy ou a Comme des Garçons – para citar os nomes mais óbvios – deixam-me terrivelmente invejosa. Eis algumas das melhores propostas para o Outono/Inverno 2013, que espero que existam no tamanho XXS…

O despretensiosismo da moda masculina, a sua practicidade, as linhas simples e fortes, fazem com que cruze os dedos na esperança de que os designers comecem a arriscar em colecções unisexo – como foi o caso do novato Asher Levine, cuja última colecção foi desenvolvida para ser compatível com o iPod. Foram os os pormenores dos acessórios que me tiraram do sério, trazendo à memória a estética de Gareth Pugh, de uma forma menos teatral e mais exequível.

Também a Givenchy continua a dar cartas na moda masculina. A aposta nos prints tem resultado, e Riccardo Tisci não os abandona nas estações mais frias de 2013. Combinados com veludo, camisolas inspiradas no futebol norte-americano e casacos de linhas estilizadas (que não me saem da cabeça…), estas peças são o abc do guarda-roupa do homem moderno. A presença de algumas das modelos mais andróginas do momento, indistinguíveis entre os modelos masculinos, tem sido uma constante nos desfiles de menswear, provando a potencialidade unisexual desta linha – Tisci parece querer mostrar que não há distinções de género na Givenchy. E se já a colecção de homem Outono/Inverno 2011 foi “devorada” pelas fashionistas, com destaque para as t-shirts, sweats e malas com cães ferozes, podemos esperar a mesma “febre” destas últimas propostas.

A influência dos desportos na colecção da Givenchy foi notória, mas os híbridos de Kris van Assche foram uma lição em como transitar, numa só peça, do sporty para o formal, do comfy para o rígido, fórmula repetida em quase toda a colecção sem mostrar sinais de cansaço. Já a japonesa Kolor fugiu ao desportivo, mas apresentou a sua versão das peças-chave do guarda-roupa masculino para o Inverno – cardigans, blazers, gabardinas, casacos acolchoados e loafers de dois tons.

Destaque ainda para a incontornável Comme des Garçons, uma das coqueluches dos ditadores do cool masculino (sim, estou a pensar no Kanye e no Asap…), porque não há nada melhor que orelhas de coelho de pele e mini pompons.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This