Eu, Tu e Todos os que Conhecemos

O filme que abriu o Indie estreia dia 6 de Julho. Ganhem convites para as Antestreias de Lisboa e Porto.

A primeira longa-metragem de Miranda July (reconhecida artista plástica e performer), que tem encantado o mundo nos diversos festivais por onde passou, estreia finalmente no nosso país. “Eu, Tu e Todos os que Conhecemos”, tradução à letra do seu título original, tem estreia nacional agendada para dia 6 de Julho e a rua de baixo tem convites duplos para as antestreias de Lisboa e Porto.

Catalogada como “comédia dramática”, “Eu, Tu e Todos os que Conhecemos” é um exemplo perfeito da cinematografia independente norte-americana, caracterizando-se pela abordagem inteligente e criativa de um quotidiano aparentemente banal. Embora existam duas personagens que possam ser consideradas como “principais” (interpretadas pela própria Miranda July e por John Hawkes), o filme gira em torno de um conjunto de situações e personagens circundantes, tornando-o criativamente interessante.

Fiquem com a sinopse do filme:

“Richard Swersey (interpretado por John Hawkes), um vendedor de calçado, sozinho e pai de dois rapazes, pensa que está preparado para as coisas mais extraordinárias que lhe possam acontecer. Mas quando a cativante e espontânea Christine (interpretada por Miranda July) entra na sua vida, ele entra em pânico.

Christine é uma artista que alterna entre o desespero e a fé, misturando fantasia e realidade, quer na sua arte quer na sua própria vida. A vida não é tão oblíqua para Robby, o filho de Richard de 7 anos, que anda a ter um romance arriscado com uma estranha na Internet, nem para o seu irmão de 14 anos, Peter, que se tornou a cobaia das raparigas da vizinhança, que praticam nele os seus romances e casamentos futuros.

Todos eles, mais a ex-mulher de Richard, a dona de uma galeria de arte, os vizinhos e as vizinhas, andam à procura de um laço que os una aos outros, na sua existência ao cimo da terra…”

Para além de ter sido escolhido para filme de abertura na edição deste ano do Indie Lisboa, “Eu, Tu e Todos os que Conhecemos” conta no seu palmarés com alguns prémios bastante importantes. Na edição 2005 do Festival de Cannes arrecadou 4 prémios (Câmara de Ouro – Primeira Obra, Grande Prémio Semana da Crítica, Prémio Regards Jeune, Prémio da Jovem Crítica), recebeu o Prémio Especial do Júri do Festival Sundance e foi galardoado nos festivais de Filadélfia, São Francisco, Newport e Los Angeles.

Para terminar, uma curiosidade. Sabiam que o nome verdadeiro de Miranda July é Miranda Jennifer Grossinger? Escolheu o apelido “July” (Julho) porque esse é o mês em que se sente mais criativa. Curioso o seu filme estrear também em Julho em Portugal. Pode ser um bom prenúncio.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This