Fantasporto 2005

Os dias de cinema fantástico estão de regresso à cidade do Porto.

O Fantas está de volta e traz consigo mais uma enorme festa, desta vez aproveitando também o festejo das suas bodas de prata. Sob a temática “Imaginário, Fantástico e Ficção Científica”, 25 anos depois da abertura daquele que é hoje o maior certame cinematográfico português, a cidade do Porto volta a ser a sede da 7ª arte entre 21 de Fevereiro e 7 de Março no Rivoli Teatro Municipal e AMC Arrábida 20.

Apesar dos planos de criar um programa que durasse o ano inteiro terem falhado, a edição deste ano, a primeira realizada depois do sucesso que foi a inauguração do IndieLisboa, festival de cinema independente da capital, conta para já com o regresso do Fantas Sound como grande novidade. Assim, entre os dias 25 de Fevereiro e 4 de Março, no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, vão actuar os Xutos & Pontapés (26), os Fairport Convention (28), Mesa (1 Março) e ainda os Milladoiro, Plaza, Maria Viana e Daemonia.

Outra novidade, já a nível cinematográfico, é a secção Anima-te, que aborda os filmes de animação e onde se poderá ver “Ghost in the Shell – Stand Alone Complex”, “Wonderful Days”, “Appleseed” ou “Pinocchio 3000”.

Quanto a presenças confirmadas, até agora apenas as do actor/realizador Guillermo del Toro (“Hellboy”) que vem ao festival que o galardoou em 1994 com o prémio Fantasporto para “Cronos”. O realizador canadiano Vincenzo Natali, que ganhou o Fantasporto em 1999 com o filme “Cube”, também vai estar presente este ano. No entanto, em conferência de imprensa, Mário Dorminsky, remeteu outras novidades para meados de Fevereiro, anunciando no entanto que tudo anda a ser feito no sentido de contactar várias figuras conhecidas do cinema internacional como Takashi Miike, Ridley Scott, David Fincher, Tim Robbins, Peter Jackson e Pedro Almodóvar, entre outros.

O cartaz deste ano conta com as retrospectivas dos filmes indianos de Bollywood, o novo cinema alemão, o cinema fantástico japonês e os filmes do produtor português Tino Navarro. A secção Orient Express, inaugurada na edição de 2004 e dedicada, como o nome indica, às cinematografias asiáticas, surge este ano uma programação mais extensa, com uma presença forte de filmes da Coreia do Sul. Junta-se ainda uma retrospectiva com alguns filmes de Miike Takashi e algumas obras de terror japonês, como os incontornáveis “Ring” e “Dark Water”.

Após quatro dias de aquecimento, como já é habitual, a abertura oficial está a cargo de “Constantine”, de Francis Lawrence, estando “Manô”, de George Felner (Portugal), destinado ao encerramento. Entre a abertura e o encerramento, alguns dos destaques vão para os filmes “Saw”, de James Wan (EUA); Primer, de Shane Carruth (EUA), ficção científica que venceu o Festival de Sundance ou “Frágil” de Juanma Bajo Ulloa.

Nesta comemoração das bodas de prata, o certame promove ainda o lançamento de um livro de contos fantásticos, escrito a muitas mãos por gente tão diversa como Rui Zink, Lauro António, Hélder Pacheco, entre outros, e de uma biografia do festival. Está também previsto o lançamento de uma colecção de DVDs sob o título “Filmes de Culto do Fantas”.

A festa de encerramento ocorre com o Baile dos Vampiros, a dia 5 de Março, animado pelo DJ e produtor chileno Ricardo Villalobos. Na mesma sala de espectáculos vai actuar uma banda e vários djs ainda por confirmar.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This