27142224771526

Kingdom Hearts HD 1.5 + 2.5 ReMIX | Análise

A oportunidade ideal para recomeçar esta aventura…

Quando o mundo conheceu pela primeira vez Kingdom Hearts, o fruto do génio de Tetsuya Nomura, não houve quem ficasse indiferente, ao ver pela primeira vez e no mesmo universo JRPG, personagens de Final Fantasy a coabitarem com os clássicos da Disney.

Desde cedo me considerei interessado pela ideia da série, mas o maior problema foi conseguir acompanhá-la ao longo destes anos. Isto porque esta se encontrava espalhada por tantas plataformas diferentes e a sua narrativa, apesar dos grafismos mais virados para a arte Disney, sempre ter sido cheia de voltas e reviravoltas que tornavam tudo mais complicado de acompanhar para os jogadores mais desatentos. Era essencial jogar todos os jogos da série para melhor perceber tudo o que acontecia. Contudo, os primeiros dois jogos saíram para a PlayStation 2, para logo depois começaram a chegar entradas ao Gameboy Advance, à Nintendo DS, à PlayStation Portable e, por último, à Nintendo 3DS. Estas entradas adicionais aos lançamentos da PlayStation 2, apesar de funcionarem fora da linha principal, acabavam por ser essenciais para compreender toda a narrativa deste intrigante universo. Finalmente, com a chegada da colecção Kingdom Hearts HD 1.5+2.5 Remix à PlayStation 4, toda a série é (finalmente) alinhada numa só plataforma, graças também ao lançamento, há já alguns meses, da colecção Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue, e ao mais que aguardado e praticamente confirmado anúncio da chegada de Kingdom Hearts 3 à consola da Sony.

Se nunca jogaram a nenhuma entrada na série Kingdom Hearts e sempre sentiram curiosidade para o fazer, sem saberem muito bem por onde começar, pois bem, esta é a altura ideal para o fazer na PlayStation 4. Esta colecção, que já havia sido lançada na PlayStation 3, é o sítio ideal para dar o primeiro passo com os jogos que explicam como tudo começou para Sora e companhia. Nesta colecção podem contar com quatro jogos diferentes, com largas horas de jogo, e ainda dois filmes que explicam os momentos principais de alguns dos jogos que faziam parte da biblioteca da Nintendo DS. Os jogos aqui incluídos são Kingdom Hearts, Kingdom Hearts 2, Kingdom Hearts RE: Chain of Memories e Kingdom Hearts: Birth by Sleep, estando os dois filmes ligados aos jogos Kingdom Hearts: 358/2 e Kingdom Hearts: ReCoded.

Apesar desta colecção ter chegado até nós anteriormente na PlayStation 3, a grande novidade que o port para a PlayStation 4 traz é a capacidade de podermos jogar estes jogos pela primeira vez a 60 fps e a 4k na PlayStation 4 Pro. Os carregamentos dos níveis também surgem bastante mais rápidos e, tudo somado, acaba por proporcionar uma experiência bem mais suave do que aquela que nos tinha sido proporcionada na anterior geração de consolas. E se este novo grafismo assenta bem nestes que são já considerados como grandes clássicos do género JRPG… De entre a colecção, o único jogo desta colecção que sai fora da mecânica RPG de acção, habitual na série Kingdom Hearts, é Kingdom Hearts RE:Chain of Memories com a sua abordagem mais virada para o combate com cartas. É através delas que combatemos os inimigos e vamos desbloqueando o mapa, numa vertente que surge como uma alternativa interessante à restante jogabilidade dos outros jogos.

KHFM_1477580029

A Square Enix está a celebrar o 15.º aniversário de Kingdom Hearts proporcionando a experiência completa da série numa só consola pela primeira vez. Esta é uma saga que, graças aos seus protagonistas e à forma como foi dirigido artisticamente, continua a funcionar ainda muito bem nos dias de hoje. A colecção traz motivos de sobra para os fãs a comprarem, sendo que o maior chamariz é a nova conversão a 60 fps e resolução 4K. Agora perdoem-nos porque é tempo de fazer uma maratona e deixar tudo preparado para Kingdom Hearts 3! Voltamos daqui por uns meses…



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This