rdb_neilbarret_header

Neil Barrett

A visão do estilo minimalista.

Com um percurso surpreendente, o designer inglês é um nome em crescente ascensão no mercado da moda. Símbolo de modernidade e sofisticação, a sua reputação foi construída em torno do estilo minimalista, fresco e funcional.

Neil Barrett é um verdadeiro crente no modo monocromático. “É muito fácil colocar cor numa peça para tentar torná-la interessante”, afirma. Nas colecções de 2011 predominam os tons pretos, brancos e cinzas combinados num estilo de silhuetas estruturadas, com mistura de influências militares, motociclismo e jogging.

As colecções apresentam contrastes fortes presentes em camisas fundidas com tiras pretas flexíveis de couro ou camurça, camisas de gola alta e calças. As camisas e sweatshirts com decote em “V” são destinadas ao homem moderno, apreciador de diferença e estilo. Os clientes partilham o gosto por marcas do mesmo segmento, como Prada e Thom Browne.

A força clássica da colecção feminina é conseguida através das influências atemporais militares presentes em algumas peças chave, como é o caso dos casacos. Os ombros estruturados contribuem para a silhueta magra, sexy e segura em contraste com a suavidade oferecida pelos leggings transparentes combinados com sapatos de salto alto.

A linha de menswear elegante e moderna e a linha de moda feminina tornou Neil Barrett um dos estilistas favoritos de Hollywood. Nomes famosos como Brad Pitt, Mark Ruffalo, Ewan McGregor, Jake Gyllenhaal, Orlando Bloom, Naomi Watts, Jennifer Aniston, Chris Martin (tournée mundial de Coldplay) fazem parte da lista de clientes.

A paixão de Neil Barrett pela moda despertou em idade precoce por influência do avô e bisavô, ambos mestres alfaiates. Prosseguiu os estudos na Central Saint Martin’s de Arte e Design e concluiu o mestrado em design de moda masculina no Royal College of Art em Londres. Alguns dos seus trabalhos e desenhos atrairam a atenção da conceituada Gucci e foi convidado a integrar a equipa. Foi o início da sua carreira profissional.

Entrou para a equipa Gucci em 1990, mas foi rapidamente promovido a designer de roupa masculina sénior. Após cinco anos de sucesso apresentou um projecto Prada, no qual propôs o lançamento da primeira colecção de roupa masculina da empresa. Sob a sua direcção, a marca Prada tornou-se conhecida no mercado como precursora do menswear  minimalista.

O lançamento oficial da marca com o seu nome aconteceu em 1999, onde apresentou a primeira linha de moda masculina, feita nas melhores fábricas italianas. Neil Barrett inaugurou a passarela de Milão durante a temporada Outono de 2002, com a colecção para homem. Durante a estação Primavera/Verão de 2007, Barrett estreou-se em Nova Iorque. O seu alvo é a expansão ao mercado europeu.

A Puma convidou o estilista para criar e desenvolver algumas peças em parceria com a marca, nomeadamente a colecção de ténis desportivos, Puma por Neil Barrett, assinadas pelo designer, entre 2002 e 2007. Durante o europeu de futebol em 2004, a equipa italiana foi vestida por Neil Barrett, e este tornou-se o primeiro designer de moda a vestir uma equipa de futebol nacional.

O estilista abriu uma loja em Seul, na Coreia após 50 milhões de euros em vendas obtidos em 2007. Também no mesmo ano começou a trabalhar com a arquiteta-artista Zaha Hadid no conceito de uma grande loja/escultura em Tóquio, com 28 metros de comprimento e três metros de altura.

Com vinte anos de carreira, a visão funcional e elegante da moda transformou Neil Barrett num dos percursores do Menswear minimalista. Visionário, a filosofia por trás das suas colecções assenta no ideal de moda prático e moderno “A falta de cores ou detalhes óbvios é intencional”.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This