“Sabe Deus Pintar o Diabo” – de Abel Neves – Foto de Marta Abrunhosa

“Sabe Deus Pintar o Diabo”

“O melhor nós nunca dizemos, fica sempre por dizer”

“Simples e complexa; um sinal dos tempos.” É assim que o encenador Rui Madeira, da Companhia de Teatro de Braga, descreve a peça de Abel Alves, que estreia dia 8 de Outubro “Sabe Deus Pintar o Diabo”. Faz parte do Ciclo “Liberdade e Solidão”, da Companhia de Teatro de Braga, que envolve vários espectáculos itinerantes, que nos faz espreitar a prisão que existe lá fora e a liberdade que conseguimos usufruir dentro de nossas próprias casas. Explora um universo contraditório, entre o real e o que é aparentemente vulgar, tomado como certo; uma liberdade possivelmente falsa.

Independência considera-se sinónimo de autonomia. Respirar fundo e sair lá para fora.

“Sabe Deus Pintar o Diabo” – de Abel Neves - Foto de Marta Abrunhosa

“Sabe Deus Pintar o Diabo” – de Abel Neves - Foto de Marta Abrunhosa

Esta peça deixa-nos perscrutar duas personagens que aniquilam pessoas: a liberdade não é aí fora, é aqui dentro desta pequena cave!

Irracional e curiosa, espreita a comédia. “Sabe Deus Pintar o Diabo” vai estar no Theatro Circo em Braga de dia 8 a dia 10 de Outubro, às 21h30. A não perder!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This