Style in a Box

Style in a Box

E se comprar não fosse a única possibilidade?

A não ser que sejamos verdadeiros fashionistas com verdadeiras posses económicas, o acto de comprar um vestido de luxo para aquele evento especial parece uma ideia surreal e que se deve retirar da cabeça assim que o modelito surge no ecrã do computador, num editorial de revista ou em imagens esporádicas na TV. Mas, e se comprar não fosse a única possibilidade?

Ao que parece, o mercado começa a adaptar-se cada vez mais às necessidades do consumidor e a percepção daquilo que é hoje em dia condicionado pelo factor crise (por muito que se tente abolir a palavra, o estado continua presente) afecta cada vez mais o que a indústria oferece ao consumidor final. Entre low-cost, produtos reciclados, lojas de roupa em segunda-mão ou outras formas de comprar barato, surge agora a possibilidade de usar o luxo dos momentos especiais sem entrar nos encargos que ele acarreta a longo-prazo. Como? Alugando. Porque uma das características do luxo é ser exclusivo e especial, o seu uso não se quer continuado e desmesurado. Então, para quê investir? Questões que existem na mente da maioria dos comuns mortais mas que agora parecem perder o sentido com a nova plataforma Style in a Box. Lançada no dia 1 deste frio mês de Dezembro, o portal promete aquecer os olhares e os closets do Inverno com peças de luxo alugadas a preços económicos.

Lançado pela empresária Ivone Silva e idealizado por Filipa Neto e Lara Vidreiro, o portal aluga vestidos de marcas diversas como Red Valentino, Galliano, Carolina Herrera, Moschino ou Nicole Miller por quantias módicas que partem dos 65 euros. A base mais barata para um sonho de consumo que, ainda que alugado, se molda ao corpo de quem o vestir pelo serviço personalizado que a plataforma oferece. Moda, consumo, consciência social e apreço pelo luxo, tudo num só projecto.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This