tricky-towers

Tricky Towers | Análise | Nintendo Switch

Um Tetris sem ser Tetris.

Já alguma vez pensaram em construir uma torre no Tetris e ter cuidado com o equilíbrio da mesma? Bom, essa e muitas outras questões são respondidas neste fantástico jogo.

Desenvolvido, a meu ver, para o multiplayer, Tricky Towers é um party game – se assim o queremos chamar – que tem como objetivo principal a construção de torres, constituídas por peças de Tetris, contendo uma enorme vertente competitiva, mas saudável!

Super divertido e com gráficos igualmente criativos e originais, este indie game é, como disse, um jogo competitivo mas contém uma vertente super friendly, isto é, mesmo depois de sermos alvos de um ataque de um inimigo, fazendo com que toda a nossa torre caia por terra, não nos sentimos frustrados com isso, pelo contrário, dá inclusive para rir pelo acontecimento. Não houve um único momento em que este jogo se tornasse aborrecido ou entediante, mesmo depois de horas e horas de competição amigável. Claro que isto não se aplica a hardcore gamers que têm de ganhar todos os jogos em que participam.

Notem que, embora esteja constantemente a falar na vertente multiplayer do jogo, Tricky Towers fornece ainda uma versão singler player e ainda opções de customização, que podem ser adquiridas na e-shop, pagando o respectivo preço.

É, sem dúvida, um fantástico jogo que coloca à prova os nossos dias de treino intensivo de Tetris, sem primeiro dar o seu toque de originalidade, demonstrando assim um enorme nível de originalidade por parte dos seus criadores, merecendo grande respeito pelo feito conseguido.

 

Nº de Porta:

9/10



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This