Umeed

A pop melódica da banda que venceu a última edição do Festival de Corroios em revisão na RDB.

No final do passado mês uma banda destacou-se no Festival de Corroios que, todos os anos, dá a conhecer um novo talento da música portuguesa. Os Umeed foram uma das 6 bandas escolhidas (entre 120) para subir aos palcos do certame e bateram-se por demonstrar que o trabalho que desenvolvem desde 2001 tem valor. O resultado foi a vitória no festival e o despertar da curiosidade daqueles que tentam acompanhar as novidades que por terras lusas vão surgindo.

A banda apresenta-se com quatro temas reunidos numa maqueta de edição de autor. “What to do with you” é a faixa que a inaugura e a escolhida pelo conjunto para a sua apresentação. Entre a voz suave e cativante de Pedro Peles, a sua guitarra junta-se à de Hugo para criar uma faixa melódica e envolvente que facilmente nos faz apurar o ouvido. Nos picos, já a bateria de Silvério e o baixo de Marco se fazem sentir de outra forma, com estas alternâncias de ritmo a provarem-se uma óptima forma de enfatizar a força das letras.

O que a banda cria não é uma pop dançável, mas antes sons que nos levam a mergulhar no que Pedro tenta dizer. “The Pretender”, a segunda faixa, conta-nos uma história banal de encontros e desencontros amorosos que acabam numa relação amor/ódio comum a muitos amantes. Mas a terceira faixa contida nesta maqueta de apresentação é, arrisco-me a dizer, a mais forte de todas, tanto musicalmente como na mensagem a transmitir. “A tear plunges” traz-nos à mente uns Placebo com a “pica” toda, decididos a gritar as suas preocupações, sempre com o elemento feminino omnipresente. “Last chance” encerra a maqueta com o baixo e as guitarras de fundo a anunciar que as campainhas tocam para anunciar o desespero de alguém que não tem ambições e limita-se a querer escapar da realidade envolvente.

Apesar de serem ainda “verdes” com os seus quatro anos de existência, os Umeed parecem atingir o objectivo a que se propõem na carta de apresentação, com “os pés bem assentes na terra e cientes da realidade” musical “portuguesa”. Tão cientes que sabem que se anseia por algo que, não sendo inovador, consegue trazer algo que cativa e transmite uma sensação gratificante a quem os ouve. À primeira vista, esta vitória em Corroios trouxe-lhes já mais visibilidade, com a banda a ter garantida quatro concertos na zona centro e norte do país. Não serão os únicos e concerteza que brevemente descerão à capital para que novos públicos os possam escutar. Porque merecem…

Concertos de apresentação em Abril:

Dia 7 – Aveiro Festival COMA
Dia 15 – Santa Maria da Feira – Rocktaract
Dia 23 – Coimbra – 6ª Mostra de Música de Paleão
Dia 30 – Kastrus-Bar em Esposende



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This