10 anos da RDB

10 anos da RDB

A festa faz-se no Musicbox Lisboa já no próximo dia 16 de Novembro com Gás Magenta, Jorge Caiado e Glam Slam Dance!

Filha do novo milénio, a Rua de Baixo nasceu em 2003. Nessa época o panorama online nacional era claramente desinteressante. Os blogs estavam a surgir e a primeira rede social estava a dar os primeiros passos (há quanto tempo não vais ao Hi5?). O Messenger e os canais de IRC mantinham-se como as principais ferramentas de chat. Os artistas, entidades e promotoras estavam formatados aos media tradicionais e o surgimento de um conceito diferente, totalmente online, foi difícil de encaixar. Felizmente que o tempo nos deu razão e 10 longos anos depois o digital venceu.

Mas 2003, coincidência ou não, marcou também a génese de muitos outros projectos de referências nas suas áreas. O primeiro IndieLisboa foi em 2003; Tiago Rodrigues e o seu “Mundo Perfeito” arrancou em 2003; os Storytailors começaram a sua aventura em 2003; o início da história dos Linda Martini remonta a 2003. O que têm em comum todos estes projectos? Perseverança, sucesso e qualidade. É legítimo juntar a RDB a este ilustre grupo.

É obrigatório festejar esta década de existência e para isso no próximo sábado, dia 16 de Novembro, o Musicbox Lisboa vai ser só nosso. E por nosso, leia-se todos os que fazem parte desta grande família e vocês, os leitores que nos permitem continuar a persistir neste caminho. Começamos às 00h00 e só paramos quando nos expulsarem dali para fora. As entradas custam apenas 5 euros com direito a duas bebidas para chegadas até às 03h00 e 8 euros com direito a duas bebidas para quem chegar após as 03h00 e o evento no Facebook está aqui.

A festa começa às 00h00 com a apresentação em exclusivo do primeiro álbum dos Gás Magenta, banda que nasce das cinzas dos Alucina, Bellenden Ker e Iconoclasts, projectos por onde passaram o Fábio Cardoso, a Margarida Martins e o Sérgio Dinis. Há também um açoriano, o Pedro Rodrigues, a rematar a composição, mas dizem-nos que “vem com legendas”, por isso está tudo bem.

“Está tudo bem” é, aliás, o título deste primeiro trabalho da banda que sairá com o apoio da RDB e que teremos oportunidade de ouvir pela primeira vez ao vivo nesta noite de celebração.

Conheçam mais dos Gás Magenta na sua entrevista à RDB.

Pouco depois da 01h00, Jorge Caiado toma conta dos pratos. Os talentos de Jorge Caiado não dão para grandes hooks publicitários. Não tem um visual excêntrico, uma história de origem mirabolante ou uma modinha associada. É, simplesmente, um tipo que passa música. Mas nisso é dos melhores em Portugal, como quem já teve o prazer de assistir a um set do próprio pode confirmar: dotes técnicos impecáveis, selecção coerente, um bom sentido de público sem entrar em populismos baratos (não que o tipo de público para que costuma tocar o exigisse). O sentido de foco e disciplina, a capacidade de fazer muito a partir de bases simples mas sólidas, são as grandes mais-valias de Caiado enquanto DJ – e, pelo que já se ouviu, o mesmo não teve grandes dificuldades em transferir essas vantagens do deejaying para a produção. A abertura da pista de dança não podia estar em melhores mãos.

Recordem aqui a entrevista a Jorge Caiado e o fantástico track-by-track em vídeo de “Beyond the Atlantic”.

Pelas 03h30 o comando passa para as mãos de Glam Slam Dance, que é como quem diz Mário Valente e Señor Pelota. Com uma longa carreira formada por algumas das noites mais memoráveis de tudo o que é espaço nocturno do país, misture-se o erotismo GLAM das batidas mais quentes da melhor electrónica com a adrenalina SLAM de actuações que deixam todo o suor em palco e percebe-se como se chega ao DANCE de um público enérgico, desinibido, mas conhecedor e exigente, que vibra com a sua irresistível paixão pela música. Com eles, tudo é válido quando o que importa é sacudir a pista de dança até não sobrarem resistentes.

PS: Temos muitos convites para vos oferecer e para que não vos faltem desculpas para virem celebrar connosco. Passatempo aqui.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This