Kisses

Kisses

Sal, flores e protector solar

Kisses, a minha banda de Verão. Se fechar os olhos, vejo imagens captadas por uma super8 em tons amarelados, cabelos ao vento, no carro com janelas corridas, o ar quente que me toca a pele, os trilhos percorridos de chinelos e o lusco-fusco de um fim de tarde, sentada na areia a contemplar um pôr-do-sol. Cheira a sal, a flores e a protector solar. Quem ouvir Kisses, sabe do que falo e, para quem não conhece, vêm de L.A. e são eles o casal de namorados Jesse Kivele (vozes) e Zinzi Edmundson (teclados). Não é uma banda típica para dançar freneticamente mas tem ritmo, disco-sound e sintetizadores. É outra coisa. É um indie-pop melancólico, leve a atirar para o romance.

A minha número um vai para a homónima da banda, «Kisses», com o mote que lhes assenta que nem uma luva: “So keep your heart strong, and love long, and give kisses when you can”. Com esta música já dancei muito, já cantarolei outro tanto e já mostrei a muitos amigos. E então, paixão à primeira escuta? Se for o caso de um sim directo, aconselho o deambular pelo único álbum da banda, “The Heart of the Nightlife” (This Is Music, 2010), que mereceu a nota 7.0 pela Pitchfork Media. Realço a «Midnight Lover» com o convite explícito “I would like to take you out. For a nice steak dinner. Just me and you”. O tema «Lovers» por ser um hino ao romance: “As lovers go. You’re the best I’ve ever known”. «People Can Do the Most Amazing Things» tem um lado mais dark onde ouvimos o pedido de amor sem brigas (quem não quer?). Por último, destaco o single «Bermuda».

Recentemente, e para grande alegria minha, anunciaram o lançamento do seu segundo álbum de originais “Kids in L.A.” (Cascine, 2013) para 15 de Maio. Nos entretantos, já deram a conhecer alguns dos singles novos que, a meu ver, continuam na mesma onda dos anteriores. Synth-indie-pop no seu melhor. Falo de «Funny Heartbeat», «The Hardest Part», «Huddle» e «Air Conditioning». Também fizeram uma cover do tema «Johnny & Mary» de Robert Palmer, que já circula no youtube. Por terras lusas, nunca lhes pusemos a vista em cima… senhores promotores… vale a dica? “Always Leave a Little To Chance.”



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This