“Mil novecentos e setenta e cinco” | Tiago Patrício

“Mil novecentos e setenta e cinco” | Tiago Patrício

O ano da viragem

Há poucos dias falámos de “Nas bocas do mundo”, livro que apresenta, através de notícias e cartoons, um olhar externo da imprensa internacional sobre os loucos tempos que foram do 25 de abril de 1974 ao 25 de Novembro de 1975.

Em “Mil novecentos e setenta e cinco”, Tiago Patrício regressa a esses tempos agitados transportando-nos até uma aldeia imaginária do nordeste transmontano onde, em tempos de incerteza profissional e emocional, todos parecem estar de regresso e com vontade de fazer a revolução.

Neste romance, atravessado por amizades desfeitas pela sede de poder, há amores descobertos fora de tempo, infidelidades e desemprego, tudo pautado com um humor que se vai movendo entre a exaltação e o bom- senso.

Depois de em 2011 ter vencido o prémio Agustina Bessa-Luís com “Trás-os-Montes”, o seu romance de estreia, Tiago Patrício apresenta neste segundo livro um retrato de uma juventude portuguesa inquieta, criando personagens que nos mostram, com insultos pelo meio, o que melhor e de pior se esconde na essência humana.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This