rdb_welcomeatalanta_header

Welcome

O poder da força de vontade.

“Ele fez 4000 quilómetros a pé e agora quer atravessar o Canal da Mancha a nado. Quando tu me deixaste, eu nem fui capaz de atravessar a rua para te ir buscar.”

A ironia do título do mais recente filme de Philippe Lioret é evidente desde o seu início: “Welcome” trata precisamente daqueles que não são bem-vindos. Falamos neste caso das centenas de emigrantes afegãos e iraquianos que se congregam no porto de Calais, todos com o único objectivo de entrar em Inglaterra através do túnel do Canal da Mancha.  Enquanto a grande maioria destes indivíduos pretende apenas conseguir um trabalho que lhes permita ajudar a sua família, Bilal (Firat Ayverdi) tem um objectivo superior: reencontrar-se com Mina (Derya Ayverdi), a sua namorada que há meses emigrou para Londres com a sua família.

Após atravessar o continente europeu, o jovem Bilal vê-se agora perante a última fronteira que o separa da sua amada – o Canal da Mancha. Após uma tentativa falhada de atravessar o túnel dentro de um camião de mercadorias, Bilal chega assim à conclusão de que irá atravessar os 35km de mar que o separam de Dover a nado – ainda que não saiba nadar.

Este seu plano leva-o a conhecer Simon (Vincent Lindon), um ex-campeão de natação que agora dá aulas na piscina municipal de Calais. Com o seu apoio, Bilal irá treinar para conseguir a proeza de atravessar o Canal e cumprir o seu sonho de reencontrar Mina e vir a jogar futebol no Manchester United.

No entanto, não é da intenção do realizador embelezar uma realidade social que de bela nada tem, através de uma bonita história de amor e de superação pessoal. O que vemos em “Welcome” é, de certa forma, uma visão quase documentarista dos dramas, histórias e destinos das pessoas reais que todos os dias fogem dos seus países natais em busca de uma vida melhor para si e para os seus.

O filme introduz também o tema da responsabilidade dos próprios europeus em relação a estes indivíduos. Simon, comovido pela história do jovem e determinado a impressionar a sua ex-mulher, aceita treinar e abrigar Bilal apesar de todos os problemas legais que isso acarreta. Apresenta-se assim o retrato de uma sociedade que faz tudo o que pode por manter as suas portas bem fechadas e os seus cidadãos o mais distantes possível destes “invasores”.

“Welcome” é assim um drama social simples, sem pretensões de dar lições de moral aos seus espectadores, mas é fundamentalmente a história trágica de um amor impossível, condicionado por fronteiras políticas e geográficas. É também uma história inspiradora sobre o poder da força de vontade, da capacidade de superação dos próprios limites e da resistência do indivíduo face à autoridade, quando valores mais altos se levantam.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This