WM_header

World Music no Bairro Alto

Música ao vivo em bares e restaurantes é uma tendência crescente, e o Bairro Alto, rei da noite por excelência, está cheio de artistas que vale a pena ter em atenção.

Estes são alguns dos artistas que se têm destacado pelo seu talento e trabalho – procurem-nos quando forem beber uns copos. E todas de borla!

Black Mamba Trio

Trio composto por Pedro Tatanka na voz e guitarra, Ciro Cruz no baixo e Miguel Casais na bateria, têm já uma pequena legião de fãs que os segue para todos os sítios onde tocam – podemos ouvi-los no Grapes & Bites (Rua do Norte, 81) e no Bali Bar (Rua do Norte, 117).

Originais em tudo o que fazem, as suas versões de hits pop/rock com um twist trip-hop/jazz e muito swing não se parecem com nada – estes três talentosos músicos criaram um universo muito próprio. A voz quente de Tatanka tem um timbre único e inconfundível, com um toque de reaggae, e a energia entre os três é de ouvir e chorar por mais. Em breve sairá o seu primeiro trabalho discográfico.

Sigam esta banda no facebook.

Cristiano de Sousa

Aos 34 anos, Cristiano é uma das novas vozes do fado a ter atenção. Depois de uma passagem pelo restaurante Timpanas, actualmente faz parte do elenco do lendário Café Luso (Travessa da Queimada, 10) de 4ª a 2ª feira.

Sobrinho do fadista Dionísio de Sousa, que considera uma das suas grandes referências, o fado entrou na sua vida desde muito cedo, o que se reflecte na sua forma de cantar. Possuidor de um timbre único, o seu fraseamento é impecável e o estilar é requintado e cuidadoso, contrariando as tendências exibicionistas em que muitos fadistas da “nova geração” caem facilmente. Contraria também a tendência dos jovens fadistas que se apresentam de forma relaxada – veste-se e age sempre com a elegância de um gentleman dos anos 30.

Podem seguir o seu trabalho através do myspace.

Dinho Zamorano

Este intérprete e compositor de Olinda, Brasil, chegou a Portugal há onze anos, e é uma das apostas seguras para quem quer assistir ao vivo a samba de qualidade. Costuma tocar acompanhado da banda Clareou, da qual fazem parte Raphael Zamorano, Tom Lemos, Flávio Martins e Leandro Martins.

É com uma voz doce e frequentemente acompanhado pelo seu cavaquinho que nos traz os ritmos quentes da sua terra natal. Proveniente de uma família de músicos, em palco tem uma postura sólida e confiante, e é impossível ouvi-lo sem que o corpo se comece a mexer por vontade própria. Toca regularmente no Tacão Grande (Travessa da Cara, 3). Se o apanhar, não deixe de lhe pedir para tocar «Clara Clareou» – tema da sua autoria dedicado à filha.

Para saberem mais acerca deste músico, visitem o seu myspace.

Joceline Medina

É sempre interessante ver o que acontece aos intérpretes que passam por concursos de talentos da televisão. Esta cabo-verdiana de 21 anos veio para Portugal seguir o seu sonho de cantar, e foi finalista na 4ª temporada do programa Ídolos, em 2010, onde adquiriu alguma notoriedade. Desde então, tem cantado em diversos bares e eventos, e o seu crescimento é enorme. De menina em fase de aprendizagem passou a diva madura e confiante, capaz de pegar em qualquer tema e torná-lo seu.

Extremamente versátil, Joceline canta diversos estilos, como r&b, soul e hip-hop. No entanto, é quando canta mornas que nos prende e deixa sem respiração. A voz quente e sofrida domina o estilo com mestria, e nota-se a influência das suas grandes referências: Cesária Évora, Mayra Andrade e Lura. Podemos ouvi-la regularmente no Bali Bar (Rua do Norte, 117).

Sigam-na no facebook.

Maria Emília

Brasileira de origem, o fado sempre esteve presente na sua vida: o seu pai toca guitarra portuguesa. Em Portugal desde pequena, já passou por várias casas de fados, entre elas O Forcado e Adega Machado. Actualmente podemos ouvi-la no Caldo Verde (Travessa do Poço da Cidade, 40).

De timbre grave e sensual, o seu estilar demonstra influência mauriciana, e todas as palavras são carregadas com uma forte intensidade dramática. Tem vindo a evoluir gradualmente, e apesar de muito jovem, canta os fados tradicionais com garra e confiança.

Para ouvir mais, visitem o seu canal no youtube.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This