rdb_antoniogarcia_header

Zoom In / Zoom Out

Primeira exposição do designer António Garcia patente no MUDE – Museu do Design e da Moda.

No passado dia 29 de Abril, foi inaugurada no MUDE – Museu do Design e da Moda, no piso 1, a exposição António Garcia, “Zoom In / Zoom Out”, comissariada por Sofia da Costa Pessoa. Este designer nasceu em 1925 em Lisboa e desenvolveu, ao longo de mais de meio século, uma vasta e diversificada obra de Design e Arquitectura, como autodidacta. Frequentou nos anos 40 o curso de Desenhador Litógrafo na Escola António Arroio. Esta é a primeira exposição do designer, que pretende dar a conhecer a extensa obra deste autor, nos períodos entre 1950 e 1970, e também obras das décadas de 1980/90.

Somos convidados a fazer Zoom In/Zoom Out sobre as criações de António Garcia. Os seus trabalhos revelam uma grande diversidade, que vai desde desenhos de selos até projectos de arquitectura. Nesta mostra são apresentados cerca de 150 espécimes da autoria de António Garcia: ilustrações originais de selos e de cartazes, mobiliário, maquetas de arquitectura e de stands, para além de fotografias.

No domínio do design de equipamento destaca-se o desenho da cadeira Gazela (1955), das mesas empilháveis Cubox’4, dos cadeirões Relax(1970) e da famosa cadeira Osaka’70 (1970, Japão), criada no âmbito da exposição nipónica, Universal de Osaka.

“É um dia de grande importância e particular significado para o Museu do Design e da Moda”. “ É um exemplo para todos nós, pela sua atitude, pela sua humildade…pela sua busca de actualidade”, diz Bárbara Coutinho, directora do MUDE, na abertura do evento.

Verificou-se uma grande afluência de público, nesta inauguração, pessoas de várias faixas etárias, foram á descoberta da obra deste artista, pouco divulgada, mas muito importante para o design português, não só pela sua variedade mas pela sua riqueza criativa, em várias vertentes de design e arquitectura.

António Garcia doará todo o seu espólio ao MUDE, doação que será oficializada dia 18 de Junho, com a assinatura de um protocolo entre o designer, a vereadora da Cultura e o presidente da Câmara de Lisboa.“ Este dia para mim significa o reconhecimento de mais de cinquenta anos de trabalho, algumas das coisas já estavam esquecidas…a comissária desta exposição, foi uma pessoa extraordinária em recuperar muitas destas obras”, diz-nos António Garcia.

Esta exposição está patente no MUDE – Museu do Design e da Moda desde o dia 30 de Abril até ao dia 04 de Julho de 2010, no piso 1, estará disponível um catálogo da exposição.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This