scooters_header

Lá vai Ela, Formosa e Segura

As scooters invadiram o MUDE.

No passado dia 22 de Julho o MUDE – Museu do Design e da Moda inaugurou a exposição “Lá vai ela, formosa e segura” da Colecção João Seixas, organizada por Bárbara Coutinho, directora do MUDE e pelos comissários João Seixas e Pedro Teotónio Pereira. Esta exposição coloca-nos em diálogo com as diferentes scooters, na sua maioria europeias, de 1945 a 1970, com uma selecção de peças da Colecção Francisco Capelo. Observamos assim a transformação de linhas e silhuetas, para além da alteração das formas, cores e materiais, de forma a dar maior visibilidade à evolução das mentalidades e diferentes contextos socioculturais.

Esta inauguração teve uma enorme afluência de público de variadas faixas etárias. “Vim ver porque acho interessante a história da scooter, várias marcas, vários países, o desenvolvimento do design ao longo dos tempos”, disse João Calatróia, estudante. Esta exposição inédita em Lisboa recomenda-se como aprendizagem visual de design e evolução da scooter ao longo de décadas, com a sua influência histórica não só associada ao campo económico, como social e ao design de moda. A scooter foi protagonista das cidades reconstruídas do pós–guerra e hoje ganha uma nova dimensão perante os desafios vividos nas grandes metrópoles, visto que pode fazer parte, em conjunto com uma articulada rede de transportes públicos, para uma resposta eficaz aos problemas de tráfego, parqueamento e poluição sonora/atmosférica.

O tema da exposição, “Lá vai ela, formosa e segura”, para além de no feminino designar a scooter como ícone mediático de um tempo e de um modo de vida urbano, jovem e democrático, é também um elogio à nova mulher, mais emancipada e profissionalmente activa que se afirma no pós–Segunda Guerra Mundial. Com esta exposição ficamos mais conscientes da pluralidade e especificidades de cada scooter, percebendo melhor este fenómeno que cruza a Europa e os Estados Unidos da América. As várias scooters expostas desde a alemã Heinkel, 2 T de 1965, a Hercules R 200 de 1957 até aos modelos de Vespas que foram um marco no design italiano, são acompanhadas por criações de moda de designers como André Courréges, Pierre Balmain, Mary Quant ou Emilio Pucci que nos apresenta uma colecção de camisas com um estilo andrógino, uma peça essencial para o mundo laboral em que a mulher começa-se a afirmar como membro activo na sociedade. “A mudança do papel da mulher na sociedade influenciou a moda, por isso esta associação à scooter”, diz o comissário Pedro Teotónio Pereira.

A exposição “Lá vai Ela, Formosa e Segura” está patente até ao dia 22 de Outubro de 2010 e está disponível um catálogo para venda ao público.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This