Art Brut

Convidados de honra do Fade In Festival. Dia 21 de Abril em Leiria.

Art by prisoners, loners, the mentally ill, and other marginalized people, and made without thought to imitation or presentation

definição de Art Brut pelo pintor francês Jean Debuffet

Desde 2001, o Fade In tem tido um papel bastante importante da dinamização cultural da região de Leiria, colocando a cidade no itinerário dos concertos em Portugal. Primeiro com alguns projectos nacionais, tendo posteriormente expandido o seu raio de acção a projectos internacionais, alguns deles em estreia no nosso país. No dia 21 de Abril, os convidados são os Art Brut, uma das novas coqueluches do indie-art-rock de terras de Sua Majestade. A primeira parte ficará a cargo dos portugueses Born a Lion. O local escolhido: o Sushi Dance Club.

Os Art Brut são considerados como uma das bandas-revelação de 2005, devido ao excelente álbum de estreia, “Bang Bang Rock’n’Roll”, que obteve excelentes críticas de diversos meios de comunicação (desde o NME à Pitchforkmedia). A história deste quinteto britânico inicia-se em 2003, quando o ex-gótico Eddie Argos se muda para Londres com o intuito de formar uma banda. Alguns meses depois nascem os Art Brut. Cinco minutos depois nasce «Formed a Band», o primeiro single.

Praticantes de um rock irreverente, simples, divertido, bastante diferente do formalismo estético do indie-rock contemporâneo, os Art Brut rapidamente conseguiram marcar o seu território. «Formed a band» serviu desde logo como manual de intenções da banda e de crítica aos inúmeros projectos que surgem no mercado britânico: “We’re gonna write a song/ As universal as Happy Birthday (…)We’re gonna take that song/ And we’re gonna play it/ Eight weeks in a row on Top of the Pops”. Em 2004, esta música alcança o 52º lugar do top britânico, o single vende 5000 cópias e é eleito por muitas revistas como o melhor single do ano.

Em Dezembro de 2004 é editado o segundo single pela Fierce Panda (um duplo A-side que inclui «Modern Art» e o divertido «My Little Brother») que consegue o 49º lugar da tabela dos singles, uma posição histórica para a pequena editora. Os irreverentes concertos da banda começam a fazer furor um pouco por toda a Inglaterra.

Finalmente, em 2005, é editado “Bang Bang Rock’n’Roll”, um disco que reúne os diversos singles editados pelos Art Brut desde a sua génese e mais alguma pérolas do melhor indie-punk da actualidade.

Na primeira parte da actuação dos Art Brut, estão presentes os portugueses Born a Lion. Formados no decorrer do ano passado, este novo projecto tem-se tornado numa das boas surpresas do ano. Utilizando os blues como fonte e desaguando numa panóplia de sonoridades, tendo o rock como referência, os Born a Lion vão a Leiria apresentar os registos do seu mais recente EP. Um projecto a descobrir.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This