rdb_ftempsimage2009_header

Festival Temp D’Images

O evento “unificador de todas as linguagens artísticas” decorre em Lisboa até 22 de Novembro. Conheçam-no melhor.

A decorrer deste 29 de Outubro, O Festival Temp D’Images (TDI) volta a propor um conjunto de iniciativas, relacionadas com as artes e performance, espalhadas por alguns dos mais importantes espaços dedicados à cultura da cidade de Lisboa. A 7ª edição do Festival prolonga-se até dia 22 de Novembro e conta com uma programação muito diversificada que promove a reflexão do público  e a “interacção entre a obra e o espectador” mantendo o conceito que o distingue de todos os outros eventos: “a união da imagem em movimento á performance”

Director da produtora Dupla Cena, responsável pelo Festival em Portugal, António Câmara Manuel tem como objectivo tornar o Temp D’Images “o projecto unificador de todas as linguagens artisticas que seja a referência anual imprescindível no panorama artístico actual”, justificando este desejo pelo “aumento anual de projectos artísticos, e o número de espaços e programadores”.

A edição deste ano tem lugar em mais de uma dezena de espaços culturais da Capital o que representa um crescimento significativo e um “estatuto de maioridade e protagonismo no panorama cultural da cidade de Lisboa”. Embora tenha começado “quase na marginalidade e olhado com desconfiança, talvez até mesmo com indiferença” o Festival conseguiu encontrar o seu espaço, “mercê da qualidade e originalidade das propostas e artistas intervenientes”, disse-nos António Câmara Manuel.

As propostas deste ano estão particularmente ligadas ao universo das imagens que, na opinião de  António Câmara Manuel, “perderam parte do interesse e atingiram a banalização”, focando assim uma das prioridades do TDI: “anulação do zapping, devolvendo à imagem o poder de gerir o tempo e o espaço do espectador, actuando sobre as suas emoções e levando-o à reflexão e à crítica”.

Integrada na programação do TDI, a segunda edição dos “Prémios de Cinema para filmes sobre Arte” assinala também a vontade de dar espaço a este género – “é o único Festival em Portugal e um dos poucos da Europa, dedicados a filmes sobre arte”, disse-nos o director do Festival. As sessões (4 por dia) irão ter lugar entre os dias 13 e 15 de Novembro na sala Polivalente do Museu Colecção Berardo.

O festival prolonga-se até dia 22 de Novembro, e um dos pontos altos do festival está agendado para o último fim-de-semana (no Teatro Maria Matos) com a apresentação de “BLEIB opus #3” de Michel Schweizer, uma obra que resultou de conversas que o Schweizer manteve com Dany Robert Dufour, filósofo, e Jean-Pierre Lebrun, psiquiatra e psicanalista.

Em relação à edição 2010 do TDI … “ainda é cedo para desvendarmos pormenores da próxima edição, pois a surpresa é também um elemento importante neste festival”.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This