Fitas de Baixo para Cima

Nuovo Cinema Paradiso.

Foi recentemente lançado entre nós o DVD do filme “Nuovo Cinema Paradiso”, do realizador italiano Giuseppe Tornatore, que conta com o filme original, bem como a versão do realizador, esta com 174 minutos de duração. Tido como uma verdadeira obra-prima do cineasta, este é um filme de culto para todos os amantes da sétima arte pela forma como retrata o fascínio que o cinema pode criar numa pessoa.

Originalmente lançado em Itália numa versão de 155 minutos, foi mais tarde encurtado para 123 devido ao fraco sucesso que obteve nas bilheteiras nacionais e na esperança que além fronteiras o mesmo não se repetisse. Esta versão, mais curta, foi premiada com o Prémio Especial do Júri no Festival de Cannes em 1989, ano em que ganha igualmente um Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. Como a maioria dos bons filmes da época, a banda sonora estava a cargo de Ennio Morricone.

O filme começa em Roma quando Salvatore di Vitto (Salvatore Cascio), um cineasta bem sucedido, recebe um telefonema da mãe a informá-lo que Alfredo (Philipe Noiret) está morto. A partir desse momento, é invadido por uma catadupa de lembranças de infância e, principalmente, do Cinema Paradiso, para onde Salvatore, então apelidado de Totó, fugia sempre que podia. Salvatore regressa assim trinta anos mais tarde à sua aldeia natal, na Sicília, para o funeral do seu velho amigo Alfredo, que era como que o seu pai adoptivo.

O filme volta então à Itália do pós-Segunda Guerra Mundial para mostrar a cumplicidade e paixão pelo cinema que Alfredo e Totó, órfão de pai, partilham. Sempre omnipresente num país como é a Itália, também aqui a Igreja aparece no papel de censurar tudo o que na sua opinião é inapropriado e não merece ser visionado numa tela, como os beijos entre os actores ou algo que simplesmente insinue sexualidade. Mais tarde, depois de tomar conta da projecção dos filmes na aldeia devido à cegueira de Alfredo e quando se preparava para gravar o seu primeiro filme caseiro, Salvatore apaixona-se profundamente por Elena, a filha do banqueiro, que lhe despedaça o coração quando este é chamado para cumprir o serviço militar.

Esta versão do realizador tem sido algo criticada por desviar demasiado a atenção dada à relação entre Salvatore e Alfredo, para se concentrar nesta relação. Enquanto que a versão original deixava um final mais ou menos em aberto, esta agora apresentada acrescenta quase uma hora de arrufos de namorados, retirando assim alguma da atenção dada ao cinema, na tentativa de justificar o desgosto amoroso em que Salvatore vive.

Apesar da triste mensagem final (os pequenos cinemas do interior encerram devido ao desinteresse do público) Nuovo Cinema Paradiso é uma obra que homenageia os amantes de cinema de todo o mundo e que não os deixará indiferentes.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This