GTA V

GTA V | Análise

O regresso mais esperado do ano.

Das mãos da Rockstar Games chega-nos aquela que será a mais ambiciosa entrada na já tão conhecida e sempre polémica série Grand Theft Auto. GTA V traz consigo um mapa maior do que os de GTA: San Andreas, GTA: IV e Red Dead Redemption combinados e uma nova mecânica de jogo que nos permite alternar entre três personagens diferentes. Será que a Rockstar deu um passo maior do que a perna, ou será que conseguiu revolucionar por completo o género Open-World com aquele que será mais um fortíssimo candidato a jogo do ano?

A minha surpresa começou assim que abri a caixa do jogo e encontrei o mapa do estado de San Andreas que cobre a cidade de Los Santos e Blaine County. Se o mapa físico era assim tão grande depressa fiquei uma enorme vontade de comprovar no jogo a escala e a vida que nele se encontra. Após uma intensa introdução cheguei então a Los Santos e aí apercebi-me que algo grandioso me aguardava. A cidade respira vida, podemos ver pessoas a comprar café, outras que se encontram e que ficam a falar umas com as outras, outras que passam a falar ao telemóvel sobre os mais variados temas, outras que são atropeladas (tinha de vir, não é?) e que sofrem uma rápida intervenção, no local, pelos médicos que chegam pouco depois, a polícia atrás de criminosos, e muito, muito mais, recuso-me a estragar as surpresas que vão encontrar neste título.

Temos ao nosso dispor três personagens, Franklin, Michael e Trevor. Michael, 43 anos, vive em Rockford Hills (inspirado em Beverly Hills) onde, juntamente com a sua mulher e filhos que o detestam e consultando um muito dispendioso psiquiatra, tenta esquecer a vida de outros tempos repleta de crime e roubos. Franklin vive em Vespucci Beach (inspirado em Venice Beach) com a sua tia. Graças às suas habilidades como condutor trabalha a roubar carros para um Arménio dono de uma concessionária de automóveis. Ambiciona no entanto encontrar trabalhos maiores e mais rentáveis que o ajudem a fugir ao cliché de se juntar a um Gang para sobreviver. Temos, por fim, Trevor. Trevor vive sozinho no deserto de Blaine County e além de um ex-militar viciado em drogas e álcool é também uma enorme sombra da vida que Michael tenta desesperadamente deixar para trás. Além dos diferentes atributos de cada um dos personagens, cada um tem uma habilidade especial. A de Franklin permite parar o tempo enquanto conduz, o que nos dá a oportunidade de executar manobras de evasão de última hora e, por consequência, uma enorme vantagem em perseguições mais intensas. Michael para também o tempo mas num estilo mais Max Payne, em tiroteios esta habilidade é sem dúvida uma mais-valia. Trevor não para o tempo, entra sim num modo frenético onde as balas e tudo o mais lhe causa um dano reduzido enquanto aniquila tudo e todos os que se encontrarem à sua frente.

GTA V

Quando estamos com um personagem os outros seguem a sua vida. Quando retomamos o controlo de Trevor, por exemplo, este tanto pode estar a afogar-se em álcool num beco como pode estar aos gritos com dois seguranças de um hotel. Franklin pode estar a ver televisão ou a passear Chop, o cão do seu amigo Lamar e Michael pode estar por exemplo a jogar ténis com a sua mulher. O facto de agora termos três personagens é de facto uma grande componente deste jogo. Cada um tem o seu estilo e as suas missões exclusivas, as suas aptidões e as suas fraquezas que vamos aperfeiçoando à medida que os vamos “trabalhando”, tudo isto oferecendo uma experiência sempre fresca e nunca repetitiva.

A história continua dividida em missões e é nos Heists (grandes golpes/roubos) que a jogabilidade com três personagens pode ser realmente apreciada. Em cada Heist podemos escolher a abordagem que vamos aplicar, Loud (Barulhenta) ou Smart (Inteligente). Loud implica uma abordagem mais arrojada e descuidada onde simplesmente entramos no estabelecimento com armas em punho “despachando” tudo o que mexe e roubando tudo o que podermos. Já a abordagem Smart implica um maior cuidado ao nível de Ocean’s 11 e Italian Job onde é necessária uma análise prévia ao estabelecimento que vamos assaltar e um enorme nível de precisão e cronometração quando o estivermos a assaltar. Alternar entre personagens nestas missões é de facto emocionante, uma vez que cada um tem sempre um papel importantíssimo a desempenhar. Para um Heist bem sucedido, precisamos também de contar com outros membros que iremos contratar, Hackers, Pessoal Armado e Condutores de Fuga. Ao contratarmos os mais experientes, estes irão exigir uma maior parte do golpe como recompensa. Os mais inexperientes apesar de não exigirem tanto e poderem comprometer o bom sucesso do Heist (um Hacker inexperiente oferece-nos menos tempo de roubo do que um Hacker mais experiente, por exemplo) irão ganhar experiência com os golpes sem nunca mudarem a percentagem de recompensa. Como querem fazer as coisas e quem querem levar é uma escolha inteiramente vossa.

GTA V

O mapa deste título é como referi em cima imenso mas é também incrivelmente recheado e detalhado. Com um nível de grafismo surpreendente, GTA V é sem dúvida um título que abusa ao máximo das capacidades da Playstation 3 e da Xbox 360 e que nos convida a explorar todos os cantos e recantos de Los Santos e Blaine County. Quando estamos entre missões nada melhor do que jogar ténis, golfe, fazer montanhismo, ciclismo, corridas de carros, corridas de motas-de-água, comprar roupa e/ou tatuagens para os nossos personagens. Podemos até aceder à Internet e investir na bolsa com a possibilidade de recebermos recompensas chorudas, ou mesmo fazer mergulho e procurar tesouros valiosos debaixo de água.

Todos os GTA acabaram por ser uma enorme crítica à sociedade, nomeadamente a americana. GTA V não foge a isso e ao escutar conversas, ao utilizar aplicações de telemóveis e ao observar toda a futilidade com que nos vamos deparando, encontramos provas disso mesmo.

Ao passear pela cidade temos também a chance de encontrar eventos aleatórios ao estilo de Red Dead Redemption em que podemos escolher ajudar, ou não, a pessoa em questão. Tanto podemos devolver a carteira roubada a uma pessoa como podemos simplesmente ficar com ela.

GTA V é sem dúvida um título obrigatório e uma fantástica despedida da Rockstar a esta geração de jogos. Não foi à toa que este título arrecadou 800 milhões de dólares em apenas 24 horas aquando o seu lançamento e mais de 1 bilião de dólares nos três dias que se seguiram, tendo-se tornado no título de entretenimento mais bem sucedido de sempre. Sentem-se no sofá e ao vosso tempo desfrutem de um vasto leque de conteúdo que vos vai prender durante horas a fio.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This