rdb_michael_header

“Michael”

O monstro é o "outro"

Vindo da “escola” de Michael Haneke, Markus Schleinzer, director de casting dos seus filmes e também austríaco, propunha-se, em “Michael”, dar o ponto de vista de um pedófilo. Não se pedia uma total identificação entre o espectador e o protagonista e percebe-se a intenção de criar na personagem um vazio que qualquer um pudesse preencher. No entanto, o realizador, ao tentar produzir uma generalidade, reduz Michael a um conjunto de características — apagado, metódico, solitário, incapaz de paixão (jamais se sente a mínima atracção sexual pelo miúdo, na relação que o define e representa a sua desgraça) — que não se diferenciam muito das de qualquer criminoso mencionado num artigo de jornal mais ou menos sensacionalista.

Mais, fica a ideia de que Schleinzer nunca consegue ver além do monstro que coloca à frente do espectador, que nunca vai ao encontro desse “outro”, nem isso lhe interessa, o que enfraquece o filme, que vai evoluindo sob o olhar frio e clínico do realizador, sem outro fim do que o seu próprio método. Provavelmente, para temperar toda esta rigidez (que transparece na câmara que mais parece de vigilância), existem umas cenas de suspense (como a final) um pouco às três pancadas — fabricam-se através dos instintos mais básicos do espectador, escapando, até, às regras da lógica em que o filme funciona no resto da tempo, ou seja, abusando de um medo óbvio que o espectador tem em relação à vítima encarcerada.

O tema e a personagem (a pedofilia e o pedófilo) servem para dar uma aura provocadora ao que não passa de um filme tépido, que confunde distância com arrojo, quando o mais difícil é humanizar (ou ver o homem) (n)o monstro. Michael, a personagem, é só mais uma peça de “Michael”, a engrenagem (bem montada, mas estéril) engendrada por Markus Schleinzer. Para se fazer o filme programado (ou antecipado por este espectador), era preciso um realizador corajoso; este não o é.

 

Estreia dia 24 de Maio de 2012.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This