O Diário de Lisa Bum – Uma aventura explosiva

O Diário de Lisa Bum – Uma aventura explosiva

Uma inventora e uns quantos sarilhos

A Lisa não tem um quarto, tem um laboratório, um espaço só dela onde todas as invenções são possíveis, mesmo que não sejam bem sucedidas e acabem com um valente e estrondoso BUM. A aprendiz de inventora e aspirante a agente secreta está sempre pronta para concretizar mais uma ideia, acompanhada pelo Einstein, o seu cão e parceiro. Para não esquecer nada e, especialmente, desabafar, Lisa escreve no seu diário ultra secreto: o Edison.

“Uma aventura explosiva” é o primeiro título da coleção “O Diário de Lisa Bum” (Booksmile, 2014), da autoria da britânica Emily Gale. Com mais de 20 títulos editados, para jovens adultos, em todo o mundo, Emily Gale deixou uma carreira dedicada à edição para se aventurar na escrita. Com esta nova personagem, Emily apresenta uma menina muito criativa e divertida, capaz de inventar uma câmara-coleira super secreta, um foguetão espião ou uma luva magnética, na esperança de se tornar assistente do pai, um inventor de gadgets para espiões.

Lisa não desiste dos seus intentos, mesmo que todas as suas criações acabem destruídas, ridicularizadas ou abandonadas. Ela quer construir uma coisa realmente indispensável para qualquer agente secreto e, até, tornar-se um espião de verdade.

Os sarilhos tornam-se gigantes quando o pai de Lisa perde uma das suas criações: a fita-informativa Missão-Metálica, uma espécie de rolo fotográfico que Lisa usou, por engano, como fita de embrulho. Agora, só resta uma coisa a Lisa Bum: encontrar o rolo e ajudar o pai.

Num texto diretamente focado no leitor, a história de Lisa Bum envolve-nos na ação e torna-nos parte da equipa e da aventura. Por momentos acreditamos que estamos a espiar, em segredo, as páginas do diário de uma menina especial. Para isso em muito contribuem as ilustrações, unicamente traçadas a preto, da autoria de Joelle Dreidemy, que acompanham com humor o ritmo da narrativa, incluindo balões de fala, fotografias coladas a fita-cola e desenhos, como sorrisos e estrelinhas, próprios das páginas do diário de qualquer menina daquela idade.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This