“Private: Principal suspeito” | James Patterson

“Private: Principal suspeito” | James Patterson

Claquete, páginas, ação!

“Alex Cross”, “O Clube das Investigadoras”, “Michael Bannett”, “Private”. Eis algumas das séries que têm em comum a pena de James Patterson, com ou sem ajuda de terceiros.

São incontáveis os sucessos, entendam-se bestsellers, deste norte-americano que já vendeu milhões de livros em todo o mundo. O seu nome, a sua marca, são sinónimos de policiais onde a ação supera o suspense e a dinâmica presente nas páginas afasta qualquer (mau) presságio de monotonia.

E é esse o sentimento que assola “Private: Principal Suspeito” (Topseller, 2014), um livro que se lê num abrir e fechar de olhos, com a sua rápida cadência a fazer lembrar os filmes de ação made in Hollyood e revelando-se com um verdadeiro vício para o leitor.

Como a mais eficiente agência de investigação privada em todo o Mundo, a “Private” tem ao seu leme Jack Morgan, um antigo fuzileiro que herdou o “negócio” do seu pai pouco tempo antes de este ser assassinado. Para além da empresa, Jack recebera do pai um incentivo de 15 milhões de dólares.

Empresário muito bem-sucedido e invejado pela polícia local, Jack Morgan vê-se agora envolvido numa situação que pode mudar a sua vida para sempre. Ao regressar de uma viagem à Europa, chega a casa e encontra Colleen, sua ex-namorada e assistente, morta na cama. Entretanto, uma carrinha carregada com medicamentos ilegais no valor de 30 milhões de dólares é assaltada e, numa conhecida cadeia de hotéis locais, um empresário é morto.

A confusão insta-se na vida de Jack Morgan e, pela primeira vez, é o principal suspeito de um crime que apenas ele próprio pode provar que não cometeu. A arma do crime é sua, os alibis fracos. A ajuda dos sobredotados técnicos da Private pode, desta vez, não ser suficiente para fazer-se justiça.

Para além do seu drama pessoal, Jack vê-se obrigado a colaborar com a Máfia – pois não se quebra um pacto com um homem como Carmine Noccia -, a recuperar os referidos medicamentos roubados e a ajudar a bela e desesperada Jinx Poole, dona de uma cadeia hoteleira à beira da falência devido aos assassinatos que têm ocorrido nas suas unidades.

Ao longo das páginas deste livro, escrito entre Patterson e Maxine Paetro (autora que já participou em alguns tomos desta série bem como em “O Clube das Investigadoras”), embalamos numa aventura frenética, repleta de jogos e investigações policiais, ficando ainda a conhecer mais da vida pessoal de Jack Morgan, um personagem deveras humano, através de uma contextualização muito bem elaborada pela dupla de autores que consegue, também, entrelaçar tramas bem delineados e recheados de pormenores que tornam “Private: Principal Suspeito” num dos melhores livros da saga.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This