rdb_pursuitgrooves_header

Pursuit Grooves

“Whispers” from Brooklyn’s Groove...

Vanese Smith, é corpo e alma de Pursuit Grooves. Rapariga de Maryland instala-se, em 2001, na Big Apple, escolhendo Brooklyn para base central de uma nova etapa. “One-band-Woman”, autodidacta e ousada, incide o seu foco de expressão no beat, transformando-o em unidade musical.

Em criança, os seus brinquedos favoritos eram gravadores de cassete. Passava o tempo a fazer covers dos artistas que mais gostava, gravava e ouvia enquanto escrevia poesia.

Aos 15 anos iniciou a sua carreira musical como MC  lançando as palavras mágicas que, mais tarde, abrir-lhe-iam as portas para os tesouros do mundo da produção.

A instauração da sua discursividade é marcante no momento em que arrisca fundar a sua própria editora – What Rules Records – editando dois albuns (Cdr) “Fun Like Passion” (2006) e “Wild Art Forestry” (2008).

E assim começa a busca pelo groove…

Basicamente, explora vários ritmos: desde broken beat, hip-hop, house, downtempo, dubstep, funk e R&B. Para se ter uma ideia concreta teremos que fazer uma audição numa montanha russa para se sentir a emotividade que Vanese nos quer transmitir. A sua intenção é demonstrar que “melhor do que fazer o que queremos é fazer o que sentimos”.

Enquanto trabalhava numa boutique em Brooklyn costumava trocar umas horas de conversa com Rashad Smith, actual DJ de Erykah Badu, e produtor de algumas músicas de Busta Rhymes.
Algum tempo depois partilham sonoridades e Rashad fica impressionado com Vanese incentivando-a a despertar novos públicos.

O seu mecanismo de assimilação é motor para a reprodução sonora. Sem qualquer formação artístico-musical tem a capacidade de se ouvir e tocar o que está a pautar mentalmente, no seu SP505 e sintetizadores.

Em 2010 lança, através da Tectonic Recordings, “Fox Trot Manneirisms” que reflecte a multisonoridade de Vanese Smith.

“It’s a walk in a park”, num dia de Primavera com notas confortáveis de hip-hop, muita soul, afro-boogie e arranjos futurísticos.

“Whisper” é uma das faixas que podemos encontrar neste álbum e é aquele momento, durante o passeio, em que nos sentamos no banco de jardim para observar os ‘movimentos’ da brisa morna.

Entre as faixas “Mister Softee”, “Cosy”, etc, destaco “Renew” na qual participa o grande guitarrista do R&B/Funk/Soul – Dennis Coffey – que se pode dizer feita de funk veludo e soul acetinado.

As suas participações são várias e recentemente faz dueto com Fatima (Eglo Records) na composição do austríaco Francis Onra, “Are You Satisfied”

Pode-se não gostar imediatamente. É coisa para estranhar devido à variação constante de ritmos mas se pensarmos que para saborear melhor um vinho temos que o deixar respirar. Arejemos o groove de Vanese Smith… pursuing it… slooowly!!!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This