rdb_artigo_rafsimons

Raf Simons

Um ícone do século XXI que vem da Bélgica para mudar o mundo.

Raf Simons é um dos nomes de que se fala no mundo da Moda. Nasceu em 1968 na Bélgica, onde vive e projecta o seu mundo muito particular para as peças de roupa que cria.

Formado em design industrial e design de mobiliário, Simons é auto-didacta enquanto designer de moda e tem feito escrever muitas linhas de admiração como estas, originando muito murmurinho nos bastidores e plateias. Tem sobretudo influenciado este meio, mais metódico e convencional do que se supõe, ao olhar para a criação de roupa enquanto arte, transmissora de mensagens e ideologias, como um fazedor de História.

Desde 1995 que tem a sua própria marca de roupa masculina, a “Raf Simons”, onde apresenta as suas colecções, reflectindo a sua forma de reinterpretar o mundo exterior e interior. As suas peças são dotadas de perfeccionismo revelado em cortes bem definidos e perfeitamente costurados, um toque de glamour e elegância em cada peça, da mais clássica à mais casual.

Dez anos depois  lançou a “Raf by Raf Simons” onde revela mais o seu lado excêntrico, a sua forma indirecta de fundir a streetfashion com uma visão e cortes inesperadamente elegantes. No mesmo ano é nomeado director criativo da prestigiada marca Jil Sander, para a qual desenha as colecções masculinas e femininas. Após três colecções reergueu a marca, passando esta a reassumir uma posição de referência no mercado das mais prestigiadas do momento.

Sempre que pode, Raf Simons está também envolvido em colectivos de artistas em exposições ou instalações, sempre na senda de novos desafios para ultrapassar barreiras através da arte. Envolve-se com regularidade em colaborações mais restritas com artistas e marcas, como são exemplo os seus projectos com Fred Perry, na reinvenção dos clássicos polos e malhas desta histórica marca britânica; com a Eastpack. À marca das malas e sacos resistentes, proporcionou um toque stylish com recurso a materiais pouco usuais, criando também novas silhuetas.

Os seus desfiles são um espectáculo de performance visual pouco ortodoxos e irreverentes, encenados para que o público capte toda a essência das colecções e as mensagens que estas transmitem. Os seus modelos não são profissionais mas recrutados das ruas da cidade onde vive (Antuérpia) e outras cidades belgas.

Como refere na sua biografia, “apesar de serem cortadas impecavelmente e criadas com amor e carinho, as roupas não são o principal do universo de Simons. Mais importante são as atitudes, os humores e valores. É por isso que a música, arte, performance, imagens e palavras têm um papel importante no pacote completo. Juntos com as roupas, esses elementos potenciam, ou  ajudam a clarificar um pouco o tipo de mundo que Raf Simons pretende projectar.”

Como destaque das mais recentes criações de Raf Simons seleccionamos, da sua colecção com a Eastpack, o Kitbag disponível online na loja da marca e as suas botas Silver Astranaut Boots, onde combina atacadores, velcro e zip num prata moderno com um look muito futurista e arrojado.

Raf Simons, muito certo das suas convicções, arrisca quando a maioria permanece inerte e, mesmo à frente da clássica Jil Sanders, consegue revelar uma irreverência inteligente, e ao mesmo tempo ingénua, de quem simplesmente faz o que gosta e coloca a honestidade dos seus valores em tudo o que toca. Afirma-se assim como um ícone recente, mas profundamente marcante neste ainda muito jovem século XXI.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This