Spicy Taping no Volver by Chakall

Spicy Taping no Volver by Chakall

Sabores intensos e calientes em destaque no restaurante argentino

O Volver by Chakall dá as boas-vindas ao Outono com um menu ideal para os dias mais frios que se avizinham: o Spicy Taping, uma opção perfeita para picar num jantar entre amigos. Deixe-se surpreender com algumas novidades e prepare o paladar para uma refeição reconfortante. Qualquer pretexto é bom para regressar ao Volver – o nome não é por acaso – e nada melhor que terminar um dia de trabalho no restaurante argentino que nunca desilude – sim, já temos experiência suficiente para afirmar convictamente.

Desta vez, fomos descobrir a mais recente proposta de tapas do Volver, o Spicy Taping, que apresenta um variado mix de sugestões criadas pelo chef David Page e pela sua equipa.

«O Taping surgiu há já algum tempo (quatro anos, para ser mais precisa), começou por ser uma amostra da nossa carta mas evoluiu. Hoje tem personalidade própria e afirma-se como uma alternativa à nossa carta. Quisemos que fosse ainda mais irreverente e que se distinguisse. Demos-lhe um nome e um mote: Spicy!», conta-nos Alexandra Gameiro, gerente do Volver.

Sobre as inspirações que levaram à elaboração deste menu, Alexandra desvenda: «Tentamos tornar mais abrangente o nosso público e, de de certa forma, retribuir todo o carinho que os mais novos nos têm dedicado nas redes sociais. Para eles, tentamos preparar alguns ‘hits’ do momento baseados em novas técnicas como a cozedura a temperatura controlada, os fumados, até à introdução de novos produtos, como os super alimentos e os corantes alimentares naturais».

Demos então início à degustação. Para começar, pedimos um pisco sour de maracujá (9,5€) e o já tradicional daiquiri de morango com gengibre (6,5€) e, verdade seja dita, ambas combinam perfeitamente com os sabores vincados deste Taping.

Como entrada, aterraram na mesa os clássicos hummus de abóbora e tapenade de azeitonas, a panacotta de pimento grelhado com guacamole, os scones de beterraba e dois shots virgin mary com aipo. Aqui, destaque absoluto para a panacotta, que surpreende pela cremosidade e pelo aroma fresco. O virgin mary, um delicioso sumo de tomate temperado, despertou o paladar, evidenciando um toque levemente salgado que resulta muito bem com as sementes, que não só decoram o topo do mini-frasco como também dão corpo e textura à bebida.

Spicy Taping no Volver by Chakall

Nesta altura já tínhamos trocado os cocktails por vinhos: Antítese de 2012, um branco da zona de Alenquer fresco e composto, e Abanico Reserva de 2011, um tinto autêntico do Dão assinado pela Casa da Passarella.

Seguiu-se a sugestão mais inovadora deste menu, Surf y Turf: gravlax de salmão e pato fumado com compota de rábano e scones de aneto. É o prato mais arrojado e enigmático do Spicy Taping, quer pela combinação de proteínas, quer pela técnica associada. Ao levantar a chávena, liberta-se o fumegante aroma que desperta todos os sentidos. Recomendamos que se deixe envolver pelo dramatismo e pelo sabor rico e intenso, os mais ousados certamente não se vão esquecer deste repasto.

Spicy Taping no Volver by Chakall

 

Quinoa com crumble de morcela, arandos, malagueta e coentros. Junta-se, assim, o cereal da moda com um enchido usado na cozinha tradicional portuguesa, e a verdade é que esta união pouco óbvia resulta num prato absolutamente delicioso. A textura crocante da morcela envolvida com os sucos dos restantes temperos tornam este prato num forte candidato à carta fixa do Volver. Assim esperamos.

Spicy Taping no Volver by Chakall

Depois provámos o ovo cozido a baixa temperatura com tomate grelhado, cécina e azeite trufado. Apesar de ser menos exótica que a anterior, a conjugação dos sabores é muito interessante, sendo evidente a presença dos aromas mediterrânicos.

Spicy Taping no Volver by Chakall

 

Queijo brie em massa kataifi com compota de laranja, mostarda e amêndoa, diz-lhe alguma coisa? A nós sim. A novidade nesta proposta é a compota que liga na perfeição com o queijo, harmonizando o doce e o salgado.

Spicy Taping no Volver by Chakall

 

Foi sob uma pequena grelha que chegou a tempura de polvo com tinta de choco e crioulo de manga. Não, o polvo não ficou esquecido no carvão, este é mais um irreverente empratamento que saiu da cozinha do Volver. Vai ter mesmo de lá ir e comprovar que a roupagem negra do molusco com a alegria da manga são, sem dúvida, uma excelente combinação que satisfaz o paladar e enche o olho.

 

Spicy Taping no Volver by Chakall

 

Não, ainda não acabou. Chori à la pizza e chips de batata-doce com poejos. Soa bem e sabe ainda melhor. Esta espécie de pizza constituída por chouriço, queijo, azeite, chimichurri e rúcula é um bonito e saboroso cruzamento entre a cozinha italiana e a argentina.

Por fim, as sobremesas. Carpaccio de abacaxi grelhado com coentros e pimenta rosa, um habitué na carta do restaurante, e o Cheesecake Volver, também um clássico, que desta vez revelou algumas surpresas. Os estalinhos das peta-zetas, um ícone das guloseimas infantis, dão vida a este postre, que curiosamente casam muito bem com o lemon curd e com a nata cozida com bacon fumado. Sim, leu bem: bacon fumado. Mas não negue à partida uma ciência que desconhece. O doce, o salgado e o azedo equilibram este cheesecake que foge ao convencional, quer em termos de ingredientes, quer no que diz respeito à apresentação. Para encerrar este ciclo, nada melhor que o bombom insólito, criado pela Siopa Chocolatier, que combina chocolate com queijo.

 

Spicy Taping no Volver by Chakall

 

Até ao final de Novembro, de segunda a quinta aos jantares e mediante marcação, aproveite para degustar o Spicy Taping. O preço é 20€ por pessoa (café e bebidas não incluídos).  «O nosso objectivo é servir boa comida, surpreendente, com um atendimento descontraído e um preço ‘cool’!», remata Alexandra Gameiro.

Mas o Volver não se fica por aqui: «Estamos neste momento a lançar a nova carta. Depois de 8 anos a trabalhar carnes maturadas, achamos que já temos algum conhecimento para partilhar e algumas novidades para desvendar no mundo das carnes», revela.

Apesar de não adiantar muitos pormenores, a gerente do espaço confirma que nesta nova temporada o Volver contará com a consultoria de João Jorge, na carta de vinhos, e a de Joaquim de Sousa, sous-chef pasteleiro do The Oitavos, nas sobremesas. São tudo boas razões para volver e desfrutar de uma refeição que, seguramente, vai aquecer esta estação.

 

Horário de funcionamento:

Segunda a Quinta: almoços das 12:30h às 15h e jantares das 19:30h às 22:30h
Sexta e sábado 20h às 23h
Encerra ao Domingo, Sábado ao almoço e feriados.

Rua Luís de Freitas Branco – 5
1600-488 Lisboa Lumiar

 

Fotografia de Ricardo Freire Mateus

 



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This