rdb_essencia_header

“A ESSÊNCIA DO AMOR”

O regresso de Terrence Malick às questões fundamentais da vida

Neil (Ben Affleck) é um Americano que ao viajar pela Europa conhece, e se apaixona, por Marina (Olga Kurylenko), uma mulher divorciada a criar sozinha a sua filha de 10 anos, Tatiana, em Paris. Neil faz um compromisso com Marina e convida-a a mudar-se com a filha para sua cidade natal, Oklahoma, nos Estados Unidos da América. Enquando Neil arranja um emprego como inspector ambiental, Marina instala-se na sua nova vida. Contudo, depois de um compasso de espera, o relacionamento começa a deteriorar-se. Marina encontra consolo na companhia de um outro exílio, o católico padre Quintana (Javier Bardem), que está a passar por uma crise de fé. A vida afasta Neil de Marina, que volta para França com a filha, quando o seu visto expira. Na ausência de Marina, Neil reencontra Jane (Rachel McAdams), uma antiga paixão. Neil e Jane apaixonam-se, até Neil descobrir que Marina tem caído em tempos difíceis e que vai voltar a Oklahoma.

Terence Malick surpreende a todos com uma nova versão do drama romântico, dois anos depois de estrear o filme “A Árvore da Vida”, um epítome das fixações cósmicas de Malick, e ao qual este filme está unido.

“A Essência do Amor” é um filme corajoso, que apresenta imagens do mundo, dos detalhes da natureza, de forma exímia e perfeita como já nos habituou Malick. Um filme cujo assunto se foca no amor e em Deus, e nas consequências da sua ausência.

Visualmente majestoso, Terrence Malick não nos mostra diálogos mas sim uma narrativa surrurada, em várias línguas – desde o Espanhol de Javier Bardem, ao Francês de Olga Kurylenko, e ao Inglês de Ben Affleck. E se tudo isto não era suficiente, o realizador acrescentou ao filme uma banda sonora brilhante, tão boa quanto no seu filme anterior, e que oferece ao filme uma componente majestosa. Este é mais um filme onde o trabalho da câmara é fabuloso juntamente com sequências de memória, momentos silenciosos que evocam as emoções escondidas dos personagens.

Olga Kurylenko sobressai no filme, com uma presença dominante e forte ao longo dos 112 minutos. Ben Affleck e Rachael Mcadams são personagens bem construídas, com relacionamentos convincentes e que nos mostram a essência de que Malick fala. Javier Bardem, mesmo com um papel pequeno, é sempre exímio. Um elenco pequeno, mas muito bom, num filme que nos mostra tanto a essência do amor como da fé. Visualmente maravilhoso leva-nos a ver os detalhes da natureza que não reparamos diariamente.

Estreia a 9 de Maio.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This