A Gaivota

Voa sobre a Cornucópia.

Até dia 7 de Maio, podemos ver na Cornucópia um dos clássicos do teatro mundial, “A Gaivota” de Anton Tchekov.

Encenada por Luís Miguel Cintra, esta peça impõe-se como uma experiência obrigatória para actores e espectadores.

No centro desta história está Treplev, um jovem escritor do final do século XIX, que, incompreendido, escreve uma peça de teatro dedicada à sua amada, uma jovem actriz. Contudo, deslumbrada pelo êxito de um outro escritor, já consagrado, a jovem abandona Treplev fugindo para Moscovo com o escritor famoso.

Os amores e desamores deste frágil protagonista levam-no a um permanente conflito interior que termina da pior forma.

Como noutros textos do autor, distingue-se a sua forma de fenomenal forma de escrever, frases completamente banais, mas pensadas ao milímetro.

“A Gaivota” fala-nos do mau viver. Da busca da felicidade, que nunca se encontra, do sentido da existência, da dificuldade que há em simplesmente amar outra pessoa… O novo e o velho em permanente conflito, o trabalho, o dinheiro, as diferenças de classe, os dramas do pensamento humano, que continuam os mesmos apesar de mais de 100 anos nos separarem deste texto.

Que diria Tchekov se nos visse agora…?

Em cena até 7 de Maio, no Teatro do Bairro Alto, de Terça a Sábado às 21:30 e aos domingo às 16:00.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This