agamemnon_rf_01

Agamémnon

Vim do Supermercado e Dei Porrada ao Meu Filho.

NOTA: Está em cena no Teatro da Escola Politécnica, para seis únicas representações (19, 20, 21, 26, 27 e 28 de Abril, sempre às 21h). O texto foi escrito aquando da sua estreia no São Luiz.

“Agamémnon” é o texto/manifesto que relata o dia em que um pai de família resolve ir ao supermercado e acaba por comprar coisas totalmente desnecessárias. Descontente, regressa a casa, e como o título sugere, começa a descarregar uma interminável lista de frustrações pessoais que vão servir de pano de fundo para pensar a sociedade contemporânea.

O espectáculo apresenta um homem em revolta, uma visão degradante de um ser humano, que sujeito a estímulos enche o carrinho do supermercado com produtos que não precisa, cedendo ao irrefutável argumento “compre 2 pelo preço de 1”, entre outros igualmente eficazes e acaba por não comprar o que realmente precisa.

Em palco encontra-se o protagonista deste monólogo, Gonçalo Waddington, acompanhado por três crianças. De entre os vários adereços que compõem o cenário destaca-se uma bateria que o actor toca vigorosamente em momentos chave como meio de amplificar a descarga de raiva.

O texto serve de alerta para a realidade social actual no Ocidente, onde o conceito de valor é exclusivamente de mercado. São abordados temas como a globalização, a desumanidade da sociedade de consumo, a concentração de poder, e os perigos do consumismo. A simplicidade da acção serve de suporte à denúncia e reflexão sobre questões como a ordem política mundial, as assimetrias económicas e o novo terrorismo.

“Tiro tudo o que há em cima da mesa / as Coca-colas, os restos dos molhos, tudo / Deixo o espaço limpo só para as asinhas de frango / Uma, duas, sete asinhas de frango (em representação das sete potências mundiais) / Coloco-as na mesa, cada qual no seu sítio / Perfeitas / Agarro no ketchup e escrevo bem grande na mesa a palavra: TRAGÉDIA / E o meu filho caga-se a rir / E explico-lhe que a TRAGÉDIA começa com o mundo industrializado.”

Rodrigo García, vencedor do Prémio Europeu de Teatro: Novas Realidades Europeias em 2008, é o autor de “Agamémnon”, vencedor do Prémio UBU em 2004 (Itália), um texto actual apresentado pela primeira vez em Portugal na sua versão integral sob a direcção do jovem encenador John Romão.

“Agamémnon – Vim do Supermercado e Dei Porrada ao Meu Filho” estreou no Jardim de Inverno do São Luiz Teatro Municipal e vai estar em cena até dia 30 de Abril, de quinta-feira a sábado às 23.30h. O preço dos bilhetes é 10€.

Informação adicional:

Texto de Rodrigo García (ES)
Direcção de John Romão
Intepretação de Gonçalo Waddington e as crianças Alexandre Pires, Henrique Pires e Martim Barbeiro
Música de Daniel Romero (.tape.)
Desenho de luz de Daniel Worm D’Assumpção
Co-produção Colectivo 84 / Penetrarte, MurmuriuApoios Câmara Municipal de Almada, Ministério da Cultura – Direcção Geral das Artes, São Luiz Teatro Municipal, ZDB



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This