Atoms for Peace | “AMOK”

Atoms for Peace | “AMOK”

À procura do clímax que não chega

Formada em 2009, a super-banda Atoms For Peace conta com nomes sonantes como Flea (Red Hot Chili Peppers), Thom Yorke (Radiohead), Joey Waronker (baterista dos REM e Beck), Nigel Godrich (produtor de Radiohead) e o brasileiro Mauro Refosco.

A história desde ajuntamento tão carismático da música rock alternativa está intimamente ligada ao álbum a solo de Yorke, uma vez que as primeiras vezes que tocaram juntos “limitaram-se” a apresentar “The Eraser”.

A primeira música associada inteiramente à banda foi lançada em Outubro de 2009 e tocada pela primeira vez apenas em Abril de 2010. “AMOK” é o primeiro álbum da banda, lançado no mês passado: um registo muito marcado pelas influências de Yorke; poderá mesmo dizer-se que se parece como uma sequência de “The Eraser”. As sequências sem ritmo definido e mistura de sintetizadores mostra, no entanto, que há mais do que um computador na criação destas músicas, apesar de essa ser, assumidamente, a base.

Desengane-se aquele que pensou que Flea ia mostrar todo um power no baixo. A realidade é que é apenas possível ouvir bem a magia que Flea faz com o baixo numa ou outra faixa – «Stuck Together Pieces» é um exemplo disso. E, de certa forma, sente-se a falta desse toque mais intenso e poderoso.

E é nesta falta de clímax que o álbum talvez peque. Há uma introdução, uma preparação àquilo que se espera maior, mas que nunca surge, fazendo crescer alguma frustração no ritmo sempre estático. Aliado a isso não se percebe o afastamento do registo a solo de Yorke.

Ou seja, é duplamente amarga a análise deste “AMOK”, porque, se por um lado temos uma super-banda, por outro temos uma espécie de super ego que parece não permitir um maior envolvimento dos demais. Sem constrangimento, elegem-se como músicas de destaque a supra-mecionada «Stuck Together Pieces», «Unless», «Before Your Very Eyes» e «Judge Jury and Executioner». Mas com isto não se quer dizer que as outras cinco não sejam dignas de reparo, porque o são – daí a complexidade da análise.

Os Atoms For Peace vão andar na estrada com este “AMOK” às costas. Várias cidades e festivais europeus têm já datas marcadas, desconhecendo-se contudo agendamentos para o nosso País.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This