Golden Slumbers + Brass Wires Orchestra // Musicbox – Foto de Pedro Sadio

Golden Slumbers & Brass Wires Orchestra @ MUSICBOX LISBOA

O tempo ouviu-se depressa demais.

Para quem entrou no Musicbox sem perceber a dimensão do fenómeno Golden Slumbers, 10 minutos bastaram para que tivesse ficado claro o porquê da melodia das vozes da irmãs Cat e Margarida Falcão aquecerem qualquer sala de tal forma que, conhecedora ou não, nenhuma plateia é incapaz de se render às suas canções simples, porém tão intensas.

Mais do que a composição musical e lírica do duo, as manas Falcão são antes a prova e a personificação de que a “folk music” se recusa a ser deixada para trás e os cerca de 60 minutos de concerto pareceram-nos curtos demais para a forma  simples, límpida e encantadora com que este género musical se deixou pintar pela tonalidade vocal das irmãs Falcão.

Foi uma performance de coração aberto, onde a comunicação com o público foi uma constante, porém sempre marcada pela timidez que lhes é característica. Em cada interação sorriam e, com toda a doçura, agradeciam a todos quanto vieram e as têm apoiado desde que começaram a dar os primeiros acordes.

Golden Slumbers + Brass Wires Orchestra // Musicbox - Foto de Pedro Sadio

“My love is drunk” foi talvez o Dó Maior do concerto ou não fossem os desamores que se reaprendem a amar um tema tão propício a ser cantarolado um pouco pelos corações de todos nós.

Foi assim, de sala e corações cheios, que nos preparámos para receber os Brass Wires Orchestra, que dispensam instrumentos para apresentação. A magia deste grupo acontece naturalmente por entre a forma exímia como dedilham os tons quentes das suas melodias e afabilidade com que sempre recebem o público. Foi uma hora e qualquer coisa de concerto onde destacamos alguns temas inéditos com que fomos presenteados e que continuam a demarcar-se do demais panorama musical nacional pela sonoridade assumidamente crescente a cada novo acorde e sempre conjugada com a austeridade e a riqueza de um instrumental que poucas bandas ainda se podem gabar de tão exemplarmente tocar.

Golden Slumbers + Brass Wires Orchestra // Musicbox - Foto de Pedro Sadio

Musicalmente, o concerto foi irrepreensível e não foi preciso interagirem muitas vezes com público para que a nossa rendição fosse absoluta. Não só não nos cansámos de espalhar e partilhar o amor ao som de “Love Someone”, como ainda nos deixámos surpreender pelo imprevisível convite às Golden Sumblers para se juntarem em palco, cantámos a “Finders Keepers” a duas vozes e o auge, esse, chegou ao som da tão incessantemente desejada “Tears Of Liberty”.

Foram uns Brass Wires Orchestra quentes, intensos e que, de sorriso largo, não queriam abandonar o palco, assim como nós também não os queríamos ver partir, porque é tão bom quando sabemos que para uma banda basta que coloque a alma nas suas músicas e que no-las-entreguem com todo o coração.

Obrigada, Golden Sumblers. Obrigada Brass Wires Orchestra.

Na vossa companhia, o tempo ouviu-se depressa demais.

 

Fotografia de Pedro Sadio Photography.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This