Lisboa 20

Incluída no roteiro da Lisboarte.com, a galeria apresenta até 19 de Junho a mais recente exposição individual de Bruno Pacheco.

Durante o percurso de inauguração da Lisboarte.com em que a Rua de Baixo marcou presença, uma das galerias que nos despertou um maior interesse foi a Lisboa 20 Arte Contemporânea. O interesse não se deveu aos excelentes croquetes do dia de inaguração, mas sim ao espaço e escolhas artísticas dos jovens responsáveis pela galeria.

O espaço situa-se em Campo de Ourique e está englobado num projecto bem mais abrangente que teve a sua génese em 1999 e que pretende abordar as exposições de arte de uma forma diferente. São os artistas que escolhem o espaço onde pretendem ter a sua obra exposta, não tendo um local fixo onde decorrem as exposições. Mas em 2003 surgiu a oportunidade de abrir um espaço que serve de galeria e depositório de algumas obras dos artistas representados, espaço esse que foi visitado por nós no passado dia 8 de Maio, dia da inauguração da exposição patente.

”Whatever Yuri the Hena e outras pinturas” é o nome da exposição que está disponível a todos os que quiserem visitar a galeria até dia 19 de Junho. O autor dos trabalhos é Bruno Pacheco, natural de Lisboa e nascido em ano de revolução que estudou pintura na faculdade de belas artes, tendo concluído a sua formação artística em Londres no Goldsmith College e encontra-se neste momento a concluir o mestrado. Em 1998 realizou a sua primeira exposição individual e em 2002 participou no “Slow Motion Project”.

Nos trabalhos que agora se apresentam, Bruno Pacheco questiona, tanto a origem das imagens que representa, como o próprio processo da pintura. O seu trabalho utiliza a pintura de uma forma subversiva, voltando-a contra ela própria e nesse processo criando novos territórios para esta disciplina artística.

As imagens foram abordadas singularmente, com o artista a tentar encontrar uma forma única de pintar cada uma delas. As imagens circenses, de fogo de artifício, ou de cenas equestres sugerem ideias de palco e de espectáculo e investigam, na pintura, o espaço no qual é possível a imagem surgir.

Uma óptima sugestão para quem estiver interessado em conhecer uma boa galeria em Lisboa.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This