“O essencial de Calvin & Hobbes” | Bill Watterson

“O Essencial de Calvin & Hobbes” | Bill Watterson

A existência humana servida às tiras

O dia 9 de Novembro de 1995 foi, para muitos dos amantes da banda desenhada servida às tiras, certamente um dos mais tristonhos até então. Bill Watterson, criador da dupla Calvin & Hobbes, anunciava que não iria mais desenhar uma tira destes dois incríveis personagens, decidindo-se por um estranho e prolongado retiro onde, uma entrevista, era algo tão raro quanto encontrar uma pérola numa ostra servida num restaurante à beira-mar.

Calvin é um precoce, aventuroso e indomável rapaz de seis anos, que tem em Hobbes, um tigre de peluche, um inseparável companheiro de brincadeira e diálogos filosóficos. A dupla foi baptizada a partir de John Calvin, um teólogo reformista francês do séc. 16, e de Thomas Hobbes, um filósofo político inglês do séc. 17. No auge da sua popularidade, Calvin & Hobbes tinham lugar cativo em cerca de 2400 jornais do mundo inteiro, tendo os seus livros vendido mais de 45 milhões de exemplares.

“O essencial de Calvin & Hobbes” | Bill Watterson

No ano em que o Festival de Angoulême decidiu contemplar Bill Watterson com o Grande Prémio, a Gradiva avança para a reedição de todos os álbuns Calvin & Hobbes, a começar pela magnífica antologia “O Essencial de Calvin & Hobbes” (Gradiva, 2014).

Com cerca de 250 páginas, este álbum é praticamente uma visita guiada ao universo deste dupla inimitável, mostrando toda a magia que um pequeno rapaz e o seu tigre espalharam durante quase uma década.

“O essencial de Calvin & Hobbes” | Bill Watterson

Está lá tudo: os monstros debaixo da cama, os monólogos existenciais dados à tragédia, o destemido austronauta Spiff, a alergia ao banho, a primeira (quase) paixão com o nome de Susie Derkins, os muitos cabelos brancos provocados aos pais, o bater do pé à mesa – sobretudo na presença de vegetais e papas verdes -, um constante espírito e vontade de experimentação, a relação difícil com Moe – o brutamontes da turma -, a muito afirmativa babysitter Rosalyn, o tédio da sala de aula e, do princípio ao fim, um melancólico mas sempre bem humorado olhar sobre a existência terrena.

A vida pode ser curta, mas Calvin & Hobbes alcançaram há muito a eternidade, fazendo da infância um território ao qual poderemos sempre regressar. Uma colecção que deverá fazer parte de todas as bibliotecas deste mundo, sejam elas públicas e privadas.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This