rainhas_header

Rainhas do Norte

“Criar no feminino”

São sete mulheres a fazer música, cinco alemãs e duas brasileiras, com uma necessidade óbvia de “criar no feminino”. Todas vivem em Berlim, e todas tencionam que o projecto continue só de mulheres.

Antes de formarem a banda algumas conheciam-se, outras conheceram-se mais profundamente através do trabalho em conjunto que foi surgindo, no entanto têm objectivos em comum com este projecto.

O nome do grupo, “Rainhas”, é uma forma de salientar que é um trabalho de mulheres, mulheres autónomas; “Do Norte” porque, além de viverem no hemisfério norte (Berlim), têm uma grande paixão pela música e ritmos do norte/nordeste brasileiro.

Depois de alguns membros do grupo tocarem em escolas de samba e em vários grupos de percussão, as Rainhas do Norte juntam-se com uma variada formação musical. A escolha por instrumentos rítmicos e de percussão é um denominador comum em todas.

Pretendem divulgar a diversidade “musical brasileira, apontando para um mundo além-samba e além dos clichés sexistas projectados sobre as mulheres brasileiras. Também procuram miscigenar as suas raízes com ritmos de outras culturas, principalmente aquelas que influenciam a urbanidade berlinense (por exemplo adicionando instrumentos usados na música turca e árabe).”

O último CD, “Cada Uma”, possui 10 composições próprias e as letras espelham os seus princípios que vão desde o direito à autonomia das mulheres, todas as suas escolhas até ao direito de cada cidadão, à legalidade e auto-expressão – seja cultural, sexual ou artística. Além disso as letras também falam de estados de espírito “como o desejo de saborear a natureza e a própria existência”.

As Rainhas do Norte pretendem divulgar a sua música noutras cidades europeias e também no Brasil. Por enquanto o sucesso está a crescer na Alemanha.

Resta-nos esperar pelas Rainhas do Norte no nosso País! Serão Bem-Vindas!



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This