rdb_retrogadjets_header

Retro Gadgets

“Back to the future” com gosto ao novo milénio.

Se o retro está na moda ou não é irrelevante neste momento – o facto é que está totalmente enraizado nos diversos sectores da nossa vida sem sequer nos termos dado conta. Seja na roupa, decoração ou até na música, a tendência que é comum a todos é um “back to the future” com gosto ao novo milénio. E, como seria de esperar, esta tendência também se verifica nos gadgets.

Jogar a palavra gadget com retro origina as peças mais criativas e inesperadas. São quase chindogus mas com utilidade! O mais interessante nos retro gadgets é a capacidade que têm de ir buscar elementos do imaginário comum dos consumidores, independentemente da geração para que falam, e criar uma peça totalmente nova com elementos familiares. Uma vez que este artigo é direccionado para Gadgets propriamente ditos, vamos ilustrar as duas grandes tendências que detectámos. A primeira é a mais óbvia – retro gaming – e reflecte-se tanto ao nível de peças de decoração como em jogos para novas plataformas que são apenas ports de jogos antigos, culminando em peças de roupa que gritam geek. A segunda é mais uma sub-trend – iPhone gadgets. Gadgets ligados ao iPhone são mais que muitos mas já existem diversos ligados ao mundo retro – desde docks para o telefone até software da loja de aplicações propriamente dito. Indo em maior detalhe:

Gaming Retro Gadgets – seja um comando de uma NES de 8 Bits ou uma consola Megadrive reciclada, a verdade é que objectos criados a partir de peças de gaming são uma clara tendência no retro. Desde despertadores criados a partir de uma consola NES a pens de USB que têm por base um cartucho de Game Boy Advance, os gadgets de retrogaming jogam com o factor nostalgia e a pura trendiness que vem do domínio dos geeks na sociedade actual. Para além de objectos propriamente ditos, existe também uma aposta em software (jogos) que são claramente retro – como o caso do recém-lançado Megaman 10 para as consolas de nova geração que é chapa-5 dos jogos que existiram para o NES. O mais interessante é ver como estes jogos integram nas novas lógicas de cooperação e always connected trends – como no caso do Megaman 10. Este tem opções para partilhar scores e rankings online para os amigos verem. Tudo isto no layout 8Bit fabuloso que o jogo manteve dos originais.

iPhone Retro Gadgets. O iPhone já é por si só um fenómeno. Aliem a capacidade de docking do mesmo e o potencial de customização do aparelho com diversas peças de mobiliário, particularmente colunas, expande infinitamente. O que acaba por torná-lo no perfeito ponto de partida para a tendência retro. Exemplos claros são peças como o retroiPhone, que simula um telefone antigo com espaço para dockar o iPhone ou a coluna a imitar uma antiga vitrola. O iPhone é tão ligado à tendência retro que já lançou diversos jogos retro que são sucessos de venda para o telefone.

O facto é que os retro gadgets exploram aquilo que construiu o nosso imaginário comum de infância e adaptam-no a um mundo em constante mudança. No meio do caos da rapidez que é a vida actualmente, os retro gadgets são uma forma de nos sentirmos com um pé assente na terra, em valores e memórias de um tempo mais lento e despreocupado. É incerto quanto tempo a retro trend se manterá. Até porque, como em todas as tendências, é uma questão de tempo até que deixe de ser um fenómeno expansivo para se tornar na moda mainstream. Portanto, para quem quer gozar de um lampejo de originalidade durante os próximos tempos com um estilo retro, é bom que se mantenha muito em cima dos lançamentos porque é apenas uma questão de tempo até todos termos um comando de NES a fazer de controlo remoto para o nosso iPhone.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This