s_perdo_5

S. PEDRO @ TEATRO DO BAIRRO (22.04.2017)

,

Ainda estamos no princípio d’”O Fim”. Isto é, apesar de ter cumprido recentemente um ano de existência, o disco de S. Pedro ainda está a desabrochar, dado ter passado injustamente ao lado de quase tudo e quase todos numa fase inicial.

A noite começou com a curta mas preciosa actuação do Príncipe,  que tocaram todo o EP recentemente editado, além duma outra canção («Toda a Beleza») com que encerraram a sua parte do show. Numa sonoridade que inclui desde batidas electrónicas a guitarra portuguesa (que participa em todos os temas, não apenas na versão do fado «Cabeças de Vento»), sobressai a extrema sensibilidade pop, sempre acompanhada por letras bem sentimentais que compõe um tandem bem feitinho. Ficamos a ansiar novidades por parte deste jovem quarteto, quer ao vivo quer em estúdio.

Relativamente à actuação de S. Pedro no simpatiquíssimo Teatro do Bairro, o álbum debutante foi tocado na íntegra, a par duma canção extra não incluída no mesmo, intitulada «A Morte».

A toada da canções que compõem “O Fim” é quase uniforme. O tom bem humorado e irónico das letras, as melodias de Pedro Pode já características das suas outras andanças. É notório o cariz caseiro destas canções, que Pedro foi rascunhando aqui e ali, e que quase sem querer acabaram gravadas. Mas esta observação não é minimamente pejorativa, dado o manancial de música pop que o cancioneiro de S. Pedro emana, relembrando-nos tanto de Simon & Garfunkel em «Que Azar» (um dos momentos em que Pedro Pode toma conta do baixo), como da faceta mais experimental dos Eels em «Fazer Amigos», num tema com percussão bem vincada. A música de S. Pedro ouve-se de gole, mas a sua aparente simplicidade está recheada de ricos artefactos pop oriundos de diversas paragens.

O público não encheu a sala mas compensou com uma atenção bem elevada a tudo o que acontecia em palco, e coadjuvou inclusivamente no momento mais envolvente do concerto ao entoar o coro do refrão em «Será?».

Durante o concerto Pedro Pode questionava quem financiaria o combustível para o regresso até à Maia. «Será» que foi o «Quim» com o seu salário precário?

Alinhamento S. Pedro

– 3 Minutos
– Amores de Inverno
– Quim
– Que Azar
– CBDV
– Fazer Amigos
– Modas
– Será?
– A Morte
– Pinhal
– Toudouvou

Alinhamento Príncipe

– Dalí
– O Desejado
– Cabeças de Vento
– Jogo de Sombras
– Dois Terços do Que Sei
– Toda a Beleza

 



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This