slove_header

Slove

Léo Hellden e Julien Barthe apresentam "Le Danse".

Slove, a banda francesa formada por Léo Hellden e Julien Barthe, conseguem misturar o belo indie rock com a revigorante música electrónica.

O novo álbum, “Le Danse”, mostra-nos a enorme influência neste projecto de bandas como Pale Saints, Slow Dive e Stone Roses e foi a desculpa perfeita para uma conversa com Léo e Julien e para conhecermos um pouco melhor este projecto.

Olá! Primeiro que tudo, podem apresentar-se e falar um pouco sobre o que cada um de vocês faz na banda?

Nós somos o Leo, guitarrista vindo da Suécia, e Julien, teclista da Bretanha e vivemos e fazemos música em Paris. Em “Le Danse” existem quatro vocalistas convidados, Mike Giffts, Sarah Krebs, Anne-Laure Keib e Olivier Rocabois.

Como é que vocês se conheceram? São daquele tipo de banda que eram amigos desde a infância e partilhavam os mesmos sonhos ou tudo isto foi apenas obra do destino?

Ambos já fazíamos parte do mundo musical há alguns anos e conhecemo-nos através de amigos.

Falem-nos do vosso percurso enquanto banda, como é que chegaram onde se encontram hoje em dia, os vossos álbuns, os vossos concertos…

Começámos como um projecto de estúdio e lançámos o nosso primeiro álbum em Outubro. Neste momento, estamos mais concentrados nos nossos espectáculos ao vivo, como DJ’s.

Acerca deste novo álbum, “Le Danse”, como está a correr toda a parte de promoção e como acham que o público está a reagir? Acham que estão a gostar das novas músicas?

Já que este é o nosso primeiro álbum enquanto banda, não sabemos bem o que havemos de esperar. Até agora as surpresas têm sido agradáveis.

Para aqueles que nunca vos viram ao vivo, podem descrever-nos os vossos concertos? É como ouvir o vosso CD em casa? Têm algumas colaborações? Falem-nos um pouco mais sobre isso.

Mantemos o mesmo estilo que no álbum, mas um pouco mais barulhento e dançável. Costumamos fazer as actuações ao vivo com a Sarah e o Olivier nas vozes.

Enquanto banda, sabemos que por vezes é complicado conviver uns com os outros e ter uma relação saudável e pacífica. Por vezes as opiniões não são as mesmas e muitas vezes isso pode ser o fim de uma banda. Como é que funcionam uns com os outros?

Somos bons amigos, por isso até agora, nunca tivemos esse problema.

Quando se trata da composição das letras, quem é que normalmente as escreve? E quais são os temas das vossas letras?

Eu e a Julien fazemos os instrumentais e gravamos as vozes e consequentemente quem as interpreta. Por isso mesmo, deixamos a parte das letras com eles. Já que trabalhamos bastante com cantores e cantoras diferentes, já sabemos um pouco o que esperar dos mesmos.

Como definem o vosso projecto?

Eléctrico e melancólico.

Se tivessem a possibilidade de colaborar com outros artistas, enquanto banda, quais seriam as vossas escolhas?

Stereolab.

Projectos para o futuro?

Dar concertos e começar a trabalhar no novo álbum.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This