“Tampa” | Alissa Nutting

“Tampa” | Alissa Nutting

O elefante na sala

O que nos fará pegar em “Tampa (Divina Comédia, 2013) e diferenciá-lo dos demais títulos à venda, não será só a capa sugestiva, como também a frase em subtítulo que procura polémica – “e se ela fosse professora do seu filho?”

Celeste, a anti-heroína, é uma predadora calculista de rapazes a rondar os 14 anos. Possui um critério peculiar: os miúdos não podem ter traços físicos que evoquem a maturidade completa.

Professora de Inglês do oitavo ano, Celeste está decidida a encontrar um semblante que lhe satisfaça inúmeros e incontroláveis desejos libidinosos. Tem consciência que é atraente e lá se vai aguentando num matrimónio por dinheiro com Ford, um polícia de boas famílias que preenche todos os requisitos para ser um machista energúmeno. Dotada de um sentido de humor quase niilista, Celeste tem desdém por tudo e todos, sendo apenas abalada pelo jovem Jack que, escolhido a dedo, irá concretizar as suas fantasias lascivas.

Nutting envereda por território próximo de A. M. Holmes, cujo “The End of Alice” possuía um retrato desconfortável de predadores sexuais. Através de relatos na primeira pessoa, os romances são guiados por traços psicológicos doentios e descrições sensuais. Ambos apresentam personagens femininos que cometem abuso de menores em pleno estado de descompensação do foro psiquiátrico, e é evocado com frequência o consentimento da vítima. Para Nutting, está em jogo uma projecção masculina recôndita, a comum paixoneta ou desejo por uma professora, remetendo qualquer análise moral para o leitor.

“Tampa” está muito distante do lirismo de “Lolita”. Em vez disso, somos brindados com uma estética a gosto do momento, em que a palavra steamy se tornou a nova ordem do dia nas listas de best-seller. Porém, pese o estilo que por vezes descai num “softcore” manhoso, Nutting procura ilustrar um tema tabu, fugindo o quanto pode do politicamente correcto. É esse o grande trunfo do romance, não ter papas na língua.



Também poderás gostar


There are no comments

Add yours

Pin It on Pinterest

Share This