Boss AC | “AC para os amigos”

Boss AC | “AC para os amigos”

Para amigos, conhecidos e desconhecidos...

“AC para os amigos” é o quinto álbum de originais do rapper Boss AC. O título não deixa margem para dúvidas, Ângelo César (Boss AC) explora uma vertente mais intimista e todo um conceito de proximidade neste seu novo trabalho. Conhecido por ser um dos sobreviventes e talvez o principal ícone da vertente old school do hip-hop português, Boss AC já nos familiarizou com a versatilidade dos textos que escreve, cuja oscilação pode ir de uma componente interventiva a conteúdos amorosos.

“AC para os amigos” não é uma excepção à regra e ainda junta a toda esta característica habitual uma componente mais pessoal, dirigindo-se aos seus ouvintes com um discurso mais aberto, mais directo, como se o álbum se tratasse de uma conversa entre amigos.

O álbum começa da melhor forma ao som de «Gajo normal», tema através do qual AC põe em pratos limpos a sua personalidade e a sua atitude, frisando que, mesmo depois da fama e do dinheiro, nada mudou na sua rotina diária, nem na forma como analisa e age perante a vida.

O primeiro single, «Sexta-feira (Bom Emprego Já)» – no qual AC aborda, em forma de sátira alegre, a necessidade de um bom emprego com urgência – já é bem conhecido dos nossos ouvidos e foi a rampa de lançamento do álbum AC para os amigos para o topo da tabela de vendas de discos nacionais. Ainda em torno das dificuldades económicas dos portugueses, «P da C» veste a crise em pele de mulher, personificando-a através de uma tentativa forçada de entrar em casa do artista.

«Tástabater» é o segundo single de “AC para os amigos”, explorando sonoridades 2-step e rimas, em jeito de ataque, directas e na segunda pessoa. Boss AC já provou, ao longo dos anos, que não tem papas na língua e não poupa em palavras quando tem que apontar o dedo a alguém, ou a algum tipo de atitudes ou comportamentos. Exemplo disso são as músicas «Dor de Barriga», «Laia» e, claro, este segundo single «Tástabater».

AC varia muito a sonoridade deste seu novo trabalho. O rhythm and blues está muito presente em músicas como «You’re My Baby»; assim como os ritmos latinos em «Dor de Barriga», tema em que AC se faz acompanhar pelo cantor cubano Raul Reyes. Portugal e Cabo-Verde unem-se em «Deixou-me», que conta com a participação de Rui Veloso, contribuindo para a música com uma vertente tradicional portuguesa. O mesmo acontece em «Um Brinde à Amizade», que junta Boss AC e Gabriel o Pensador em ritmos funk, numa homenagem à amizade. Toda esta variedade se faz acompanhar da diversidade instrumental da banda que normalmente acompanha AC na estrada, assumindo neste álbum grande protagonismo no processo de estúdio. «Tu És Mais Forte» é um bom exemplo disso. A componente Gospel da canção, pela voz do grupo Shout, aliada ao contributo instrumental da banda, acresce ao tema uma riqueza musical digna de ser realçada.

“AC para os amigos” foi lançado no início de 2012. Está agora disponível uma reedição que conta com quatro temas extra gravados no Concerto Mais Pequeno do Mundo, proporcionado pela Rádio Comercial. Todas as quatro músicas foram gravadas a cru, sem qualquer tipo de processamento ou alteração feita em pós-produção. Os temas «Lena», «Hip Hop (Sou Eu e És Tu)», «Princesa (Beija-me Outra Vez)» e «Boa Vibe», são assim representantes fidedignos das prestações de Boss AC ao vivo. O quarteto de canções pertence todo ao álbum “Ritmo, Amor e Palavras”, de 2005, à exceção de «Lena», que faz parte de “Rimar Contra a Maré”, de 2002.

“AC para os amigos” é um álbum leve, bastante interessante, rico na sua diversidade de temáticas e de sonoridades e é, sem dúvida, um dos trabalhos mais marcantes e mais bem-sucedidos de Ângelo César, AC para os amigos…



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This