rdb_umlugardanca_header2

LX DÁ LUGAR À DANÇA

15º  Festival Internacional em Paisagens Urbanas - 6, 7 e 8 de Julho. Lisboa

Lisboa está em festa e mesmo em Julho vai continuar a dançar.

A cidade vai receber pernas, braços e energia nova, respirar movimento e provocar desafios a todos aqueles que se cruzarem com estes ousados bailarinos e amantes da dança nos espaços do nosso uso quotidiano. Já alguma vez te ocorreu que podes e deves dançar nas ruas de Lisboa?

Será preciso um Festival para te abrir o apetite?

Se assim for, aqui vai a notícia:

Daqui a nada, Lisboa será invadida por dança contemporânea e artes performativas em espaços públicos… imagina o imprevisto e a magia das ruas a dançarem contigo, em espaços emblemáticos e alguns jardins. Tudo isto acontece de 6 a 8 de Julho. Não acontece todos os dias, experimenta dar lugar à dança e a Lisboa no teu fim-de-semana. É um festival aberto a todos, de entrada livre e gratuita.

Este festival é membro da Rede Cidades que Dançam que inclui 17 países e 38 cidades de todo o mundo. A sua 15ª edição assinala também os 15 anos da Vo’Arte numa festa onde são apresentados 14 projectos artísticos nacionais e internacionais, 9 dos quais inéditos em Portugal e 6 estreias absolutas.

A RDB não vai te deixar perder tamanho acontecimento e quer ajudar-te a aproveitar exemplarmente este Festival único, proporcionando-te a organização da tua agenda e a morte das desculpas e preguiça. Mesmo a praia não será desculpa!

Os temas são variados, existem estreias e as coreografias têm diferentes bandeiras.

Entre os temas, escolhe entre o medo, o tempo, o amor, o perdão, o valor do trabalho e do homem, o lixo, a doença mental ou física, o papel de um pai ou de um carteiro.

Escolhe o local que mais gostas: Jardim da Estrela, Jardim do Museu Nacional de Arte Antiga, Jardim de Inverno do Teatro São Luiz, Museu do Design e da Moda / Rua Augusta ou Estação de Metro do Cais do Sodré.

Ou, se preferires, escolhe o País entre França, Portugal, Espanha, Bélgica, República Checa, Brasil, Noruega e Alemanha.

Escolhe participares (workshops) ou assistires.

Escolhe a hora que te apetece ou dá mais jeito.

Fica atento aos seguintes locais, datas e horas:

No Jardim da Estrela, na sexta, dia 6, será entre as 10h e as 18h00, concretamente:

10h – “Peddy Trash Lisboa” – Lília de Carvalho – workshop de criatividade para crianças – Portugal
11h15 – “O Carteiro” – Tosta Mista O Malabarista – circo contemporâneo – Alemanha
18h –” Rojo Manso” – La Intrusa Danza – Dança contemporânea – Espanha

No Jardim da Estrela, no sábado, dia 7, será entre as 11h e as 18h30, concretamente:

11h/15h/18h30 – “Time Workers” – Cie Reveïda – performance coreográfica – França
15h30 – “Árvores” – Clarice Lima – performance/intervenção poético – Brasil
16h20 – “Les Ponctuels” – Compagnie Antipodes – dança contemporânea – França
16h45 – “O dia em que a Gertruda perdeu o medo” – Alena Dittrichová – dança teatro – República Checa/Portugal
17h15 – “Rojo Manso” – La Intrusa Danza – dança contemporânea – Espanha
17h45/18h30 – “Um dia no caminho” – Alena Dittrichová – improvisão de dança – República Checa
17h50 – “Trio” – Sophie Leso e Nicolas Arnould – teatro físico – Bélgica
18h30 – “Soustraction” – Compagnie Antipodes – atelier de pesquisa coreográfica e performance – França

No Jardim do Museu Nacional de Arte Antiga, no domingo, dia 8, será entre as 16h00 e as 17h15:

16h – “Les Ponctuels” – Compagnie Antipodes – dança contemporânea – França
16h – “Cascas d´OvO” – Lander Patrick – dança contemporânea – Brasil/Portugal
16h35 – “Trio” – Sophie Leso e Nicolas Arnould – teatro físico – Bélgica
17h15 – “O dia em que a Gertruda perdeu o medo” – Alena Dittrichová – dança teatro – República Checa/Portugal
17h35 – “Rojo Manso” – La Intrusa Danza – dança contemporânea – Espanha

No Jardim de Inverno São Luiz Teatro Municipal, será no sábado, dia 7, pelas 19h o “Fragile”.

Na Estação de Metro do Cais do Sodré, será na sexta, pelas 18h, “Árvores” – Clarice Lima – performance/intervenção poético – Brasil.

No Museu do Design e da Moda / Rua Augusta, será na sexta, pelas 19h, “Árvores” – Clarice Lima – performance/intervenção poético – Brasil.

Se não puderes ir, dança na mesma. Uma rua qualquer em Lisboa espera por ti.

Mais informações sobre esta programação e workshops aqui em www.lugaradanca.com.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This