rdb_pedroalmodovar_archives_header

Arquivos de Almodóvar

Un Viaje al mundo Almodóvar. Edição especial da Taschen.

Bem-vindo ao mundo cinematográfico de Pedro Caballero Almodóvar, o cineasta mais iconográfico de Espanha. Almodóvar, com o seu trabalho, tornou-se um símbolo de Espanha. Reconhecido internacionalmente pelo seu marcante trabalho atrás da câmara, Almodóvar é um ícone pela sua temática geral do trabalho. É um ícone pelo belíssimo colorido de todos os seus filmes. Um ícone pelas temáticas das suas obras. Quase sempre girando à volta do universo feminino – sendo mais simples mencionar aqueles filmes onde isso não acontecerá de forma tão óbvia.

Depois dos volumes dedicados à arte de Stanley Kubrick e Ingmar Bergman, chegou a vez da Taschen dedicar o seu amor a Almodóvar. Uma edição de grandes dimensões, e claro, peso a condizer, com um capítulo dedicado a cada uma das longas-metragens realizadas pelo Mestre, incluindo o mais recente “A Pele que Habito”.

Profundamente enriquecido com fotografias – muitas delas inéditas – e ainda entrevistas exclusivas a Pedro ou textos de sua própria autoria, no fundo o realizador é apresentado também como autor deste livro.

O cineasta manchego, natural de Ciudad Real, vencedor de dois Oscars, prémios Goya, Bafta, Cesars, Palmas de Ouro no Festival de Cannes, entre outros, simboliza controvérsia, paixão e provocação. Começou o seu trabalho na Movida madrilena dos anos 80. Também fez parte do duo musical Almodóvar y McNamara (podem ver imagens da sua participação em “Que fiz Eu Para Merecer Isto?” nas páginas 74 e 75 do livro).

Preparem-se para uma posição voyeur pelo mundo de Almodóvar: no livro – dividido em 18 capítulos – existe um para cada uma das suas longas-metragens. Um prólogo de Thierry Frémaux, director do Festival de Cinema de Cannes. Para cada filme, uma sinopse, imagens dos créditos de abertura, uma listagem com o principal elenco, seguido por uma apresentação mais aprofundada do filme, normalmente com um texto de Almodóvar ou entrevistas aos actores, ou até mesmo às personagens da estória – como acontece em “Pepi, Luci & Bom”. Cartazes de cada um dos filmes – nacionais e internacionais.

No apêndice – pela página 393 – encontramos uma Cronologia de Almodóvar, enriquecida com fotografias pessoais, uma bibliografia e terminando, pois claro, com um índice e créditos finais.

Este livro foi lançado em edição normal e uma outra limitada a 500 cópias – esta acompanhada por uma reprodução de uma fotografia da mais recente musa de Almodóvar – Penélope Cruz (Penélope, as Marilyn) fotografada e autografada pelo próprio Almodóvar e ainda um excerto da película “Volver”. Isto para quem conseguir ir a tempo e tiver possibilidade de despender 750 euros.

Os editores da obra são Paul Duncan, do universo Taschen e Bárbara Peiró, que há onze anos trabalha com Almodóvar, sendo responsável por exemplo pela adaptação ao palco de “Tudo Sobre a Minha Mãe”.

Uma sublime e rica visão de um mundo multicolorido, feminino, apaixonado, extravagante, kitsch, trágico-cómico e subversivo.

¡Qué viva Pedro!



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This