rdb_rick-owens_header

Rick Owens

Glamour Meets Grunge.

Contornar Rick Owens é uma impossibilidade quando se olha para o design de moda. A sua materialização avant garde veste-se de forma impecável – há um corte incontestavelmente soberbo, materiais de qualidade e formas demarcadas. Cobiçado e fonte de inspiração, conhecer as colecções de Owens é um privilégio a cada temporada.

O designer de LA., com formação em pintura e costura (rejeitando a formação específica em moda), criou a sua própria marca em 1994, tendo sido apoiado pela Vogue em 2002 para o lançamento da sua colecção de Outono/Inverno pelo seu carácter altamente inovador. Abandonou a América em 2003, vivendo e trabalhando em Paris desde então.

Muitos descrevem-no como um “glamour-meets-grunge” – o próprio acha-se um encontro entre Gargo e Frankenstein. O trabalho de Rick Owens traduz um modernismo inquietante, numa estética com nuances ora futuristas, ora quase espirituais, onde o negro domina e molda tão bem as silhuetas e as proporções.

A sua mais recente colecção masculina Outono/Inverno 2012/2013 propõe uma clara inovação nos colarinhos das camisas ao esbatê-los em drapeados elegantes. As calças, bem cintadas e de anca pronunciada, descem no cavalo, apelando um look simultaneamente mais informal e sofisticado. Surgem os casacos e os blazers genialmente cortados, com alguns detalhes interessantes, obliterando, por baixo, não só as calças como as longas saias e túnicas masculinas – a tão peculiar tendência andrógina já antes apresentada pelo designer. Na beleza do preto denotam-se escassas presenças de branco ou cinza, provando que o génio de Owens se foca essencialmente na racionalidade da forma. É uma contemplação imperdível.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This