rdb_artigo_quartodecima

Quarto de Cima

Uma loja anti-massas.

O primeiro indicador de que esta não é uma loja para todos é a localização. Um primeiro andar, na Rua dos Correeiros, com uma discreta placa na entrada. É difícil lá chegar se não soubermos exactamente onde é. É difícil lá chegar se não quisermos mesmo lá ir.

“As pessoas chegam cá pelo boca-a-boca, pelas revistas”, explica Ricardo Miragaia, um dos sócios da loja. E vale a pena. A decoração segue o mote da loja-mãe, no Porto, na Rua do Almada. Um quarto. Com uma cama de dossel e objectos espalhados em cima de uma mesa branca. Um ambiente que traz conforto, que cria intimidade. Uma decoração retro, com móveis que vêm da Casa Almada, a loja que ocupa o rés-do-chão do prédio da loja do Porto. As paredes têm um azul forte onde a roupa se enquadra e sobressai. Dá vontade de experimentar a roupa e os sapatos, com o mesmo à vontade com que o faríamos em casa de uma amiga.

Aqui o objectivo não é massificar, é apostar num estilo diferente, personalizado e único. Os clientes, segundo Ricardo Miragaia, têm idades entre os “15 e os 70 anos. Ainda no outro dia esteve aqui uma senhora a fazer compras que tinha mais de 50 anos”. Se bem que não é uma loja onde encontremos os mais conservadores. Os clientes são, sobretudo, pessoas com “espírito aberto”. No Porto, a loja oferece também serviços de consultoria de imagem. Em Lisboa ainda não houve procura por essa área, mas é uma hipótese a considerar para o futuro. “A loja é ainda muito recente”, explica Ricardo Miragaia.

A loja de Lisboa tem dois meses. Abriu com uma festa e DJ’s. A inspiração dos sócios vem sobretudo de Espanha e Inglaterra. Não perseguem as tendências, mas estão atentos ao que se passa. Em Janeiro vão à Bread & Butter em Barcelona, uma das mais prestigiadas feiras de tendências europeias, para auscultar o que vem aí. A escolha da roupa é feita em equipa. Ricardo Miragaia assume que ele escolhe a roupa masculina e que as sócias escolhem a roupa feminina. No entanto, todos opinam e o resultado final acaba por ser um espelho do gosto de todos.

As marcas são trendy e urbanas e vão desde criadores nacionais como os Storytailors, Ricardo Dourado ou Osvaldo Martins até a marcas internacionais como Fred Perry, Fornarina ou New Balance. Aqui encontra-se de tudo: roupa de mulher e homem, sapatos, acessórios. A roupa chega em pequenas quantidades. A ideia é apostar em roupas que não se vêem em todo o lado. Os sapatos são exóticos e a roupa aposta em cortes e cores diferentes do habitual.

“O mercado para roupa diferente está a crescer, explica o sócio da nova loja, um pouco de concorrência até fazia bem: chamava mais gente”. O Quarto de Cima é uma loja que veio para mudar as coisas na Baixa de Lisboa. Nos planos estão festas temáticas, com DJ’s, transformando o Quarto numa pista de dança. “No Porto, fizemos um Magusto no São Martinho, pusemos um carrinho assador de castanhas dentro da loja e tudo. Em Lisboa queremos seguir com iniciativas do mesmo género”.

Nós ficamos à espera.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This