modernwarfare

Call Of Duty: Modern Warfare | Análise | PS4

“War… war never changes”

Embora possa parecer entristecido com este novo título da saga de FPS mais conhecida do mundo, acreditem, não tenho nada para estar triste. Esta grande saga de jogos de guerra, simula grande momentos de batalhas sangrentas que imensas pessoas, infelizmente, tiveram de viver. No entanto, tudo o que se passa nestes jogos é apenas criado para o nosso divertimento, tendo consequências muito menos gravosas ou severas caso erremos um tiro importante. Uma vez que esta review é escrita por um jogador competitivo, obviamente irei dar mais ênfase a essa vertente multiplayer do jogo, sem nunca, claro, olvidar o modo single player e, neste sentido, começarei por este último.

O modo single player neste jogo é fantástico, resumidamente. Não deixa, porém, de ter uma pequena falha… é curto. Ao nível de grafismo, nunca um Modern Warfare foi tão bonito. Não pelo tema que espelha, mas pelos desenhos que demonstra. É, sem dúvida, uma fantástica experiência cinematográfica, coisa que já estamos habituados nos jogos da Playstation, com grandes momentos a solo, que nos fazem sentir os heróis do mundo, às custas dos outros. De tiroteios em cidades para invasões furtivas, teremos imensas oportunidades de matar bot’s com alta definição gráfica, e com mapas igualmente extraordinários. Muitas das missões não apresentam apenas o que agora foi dito, isto é, para que cheguemos a esses momentos, existe todo um conjunto de passos que transformam aquela cena como se nós estivéssemos na pele da personagem. Todas as cenas de ação são tão bem enquadradas que parece que aquele momento existiu realmente e que ficou marcado na história. Os cenários, como já vos disse, são também eles extremamente interativos e dinâmicos, dando assim vida a cada um dos momentos a solo do jogo.

A qualidade sonora do jogo, falando, repito, do modo single player, favorece o envolvimento do jogador no mesmo. Todo o detalhe envolvido no jogo é realmente notável e muito bem conseguido. As personagens e os nossos protagonistas são dotadas de uma igual qualidade gráfica.

Como já tive oportunidade de referir na Preview deste jogo, publicada também aqui no site, parte do meu crescimento neste mundo do gaming foi feito através do Modern Warfare 2, jogo esse que ainda me traz muito boas recordações. Dito isto, tenho de admitir que não passei por mais nenhuma experiência comparável atá chegar aos dias de hoje, com a introdução deste título.

Desde Modern Warfare 2, nenhum Call of Duty tinha tido este efeito viciante como este teve. Com esta pequena introdução, submeto, agora, a minha experiência no Multiplayer.

Multiplayer

Parte do que quero referir aqui, já o disse na Preview e, por isso, quero aproveitar para vos dirigir para esse artigo. Porém, para os mais preguiçosos, vou deixar-vos aqui com mais algumas notas acerca deste modo de jogo.

Vamos, desde já, deixar o negativo à porta e apontar, imediatamente, os podres, ou melhor, o podre de que sofre este COD: a variedade. Infelizmente, Modern Warfare não é um título que nos dê uma grande variedade de mapas para jogar. Para além disso, os mapas criados voltaram à fórmula antiga, garantindo assim a criação de mais Snipers e dos chamados Spawn Killers, coisas que, de certeza, já sentiram, em títulos passados.

Tirando este ponto, nada tenho a acrescentar ao modo mais famoso dos COD’s. Uma imensa variedade de customização faz-nos sentir que apenas nós temos uma arma como a nossa – embora as melhoras armas se utilizem todas de forma semelhante; grande variedade de personagens para jogar e desbloquear; e, por fim, imensos modos de jogo ambiciosos e divertidos que colocam qualquer um a sorrir (ou não, se levarem o jogo muito a sério!).

Todavia, uma coisa é certa neste tipo de jogo: morte! Irão morrer imensas e vastas vezes, de imensas e diversas formas, principalmente quando não estão familiarizados com o mapa e, por isso, deixo-vos com uma pequena dica: não levem o jogo a sério, ninguém gosta de ragers!

Veredicto

Call of Duty: Modern Warfare é um título que há muito deveria ser esperado pela comunidade que gosta de FPS, principalmente, os amantes da saga. É um jogo simples, bonito e desafiante, jogo que qualquer um é capaz de pegar, jogar por umas valentes horas e pousar sem se sentir frustrado com a derrota mas sim maravilhado com o conteúdo que este título demonstra. Nesta época natalícia, se tens uma PS4 a ganhar pó, aconselho vivamente a voltares a ligá-la, apenas e só para jogar isto.

 

Prós:

  • Jogabilidade e gráficos fantásticos;
  • Modo Co-op e Multiplayer muito bem conseguidos, demonstrando muito bem, mais uma vez, o aspeto competitivo do jogo;
  • História envolvente e muito bem argumentada, embora curta.

Contras:

  • Nunca um COD foi tão barulhento com os passos, o que estraga um pouco, a vertente competitiva do mesmo;
  • Falta de variedade de mapas no modo Multiplayer (esperemos que desenvolvam, um pouco mais, esta vertente, num futuro próximo!)

N.º de Porta:

8/10



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This