rdb_vipartfair_header

Vip Art Fair – Viewing in Private

A primeira feira internacional de Arte Contemporânea exclusivamente online.

Durante a semana de 22 a 30 de Janeiro de 2011, decorreu a primeira feira de arte online. Evento inédito em todo o mundo, que reuniu 139 galerias de 30 países, deu pelo nome de VIP – Art Fair, isto é, “Viewing In Private”. A ideia da feira online surge pela mão do casal James e Jane Cohen, donos da Galeria James e Jane, em Nova Iorque, que pretendem assim demonstrar que o uso da internet também se estende ao mundo da arte.

Está então lançado o mote, qualquer um dos visitantes de uma feira de arte pode agora desfrutar de uma feira de arte à sua medida.

Quando acede ao site, o visitante realiza o registo, cujo perfil personaliza e posteriormente será este o contacto com os galeristas e respectivos artistas.

Depois do registo feito, a mostra segue os parâmetros de uma exposição convencional, temos o átrio, onde encontramos alguns mapas predefinidos de como visitar o evento. O visitante tem também ao seu dispor tutoriais, os quais dão toda a informação de como utilizar o site, isto é, de como tirar o maior proveito ao visitar a feira.

Mas as particularidades continuam, não apenas por ser o primeiro evento do género, bem como, pela concentração de galerias de renome por todo o mundo da arte contemporânea. Como tal, temos acesso a obras de artista consagrados, conhecidos do público em geral, juntamente com os artistas da nova geração.

Outra pretensão dos organizadores é que os visitantes sejam também eles os curadores, isto é, cada um pode optar pelos percursos propostos pelas galerias, por críticos, por coleccionadores e também por celebridades mas pode ele mesmo criar os seus percursos e partilhá-los. Assim é possível a cada um explorar a mostra conforme entender, estando apenas à distância de um clik, no conforto do local pelo qual optar.

Foram apresentados, a cada dia, novos vídeos sobre algumas galerias e alguns coleccionadores, realizados pela produtora Art21, dando-nos a conhecer a forma como escolhem o trabalho que promovem e os seus artistas ou no caso dos coleccionadores a forma como escolhem e porque escolhem os artistas, tal como, as obras que coleccionam.

Com esta iniciativa foi possível juntar os especialistas na área, sejam eles artistas, galeristas, coleccionadores e críticos, do público em geral.

A feira estava dividida em três áreas distintas:

– O VIP Premier – composta por 91 das principais galerias, onde cada uma apresenta 15 a 20 peças, do seu acervo, dependendo do tamanho de cada obra;

– O VIP Focus – composta por 24 galerias, onde cada uma apresenta 8 trabalho de apenas um artista;

– O VIP Emerging – composta por 24 galerias, onde são apresentados 10 dos trabalhos realizados nos últimos dois anos, por artistas emergentes.

Cada uma das galerias apresenta-nos ainda os seus artistas de maior renome de forma separada. E todos os artistas, como galerista, têm a sua biografia e CV online.

No Salão VIP, cujo acesso é reservado apenas a quem tenha bilhete VIP, foram criadas quatro áreas distintas.

Podemos aqui encontrar, na zona das “Novas Exposições”, as obras mais recentes de cada galeria.

Na zona das “Visitas” cada visitante pôde aceder e partilhar as visitas guiadas criadas pelos galeristas, críticos, coleccionadores, celebridades e ainda as que outros visitantes possam ter realizado.

Na secção dos “Vídeos” tem-se acesso aos estúdios e colecções mais famosas do mundo. Em “Novidades”, secção apresentada em parceria com a Art Newspaper, foi possível ter acesso à cobertura da feira, realizada por esta agência de comunicação.

Durante a duração da feira o visitante podia visitar a mesma, o número de vezes que assim entendesse. Foi dada a indicação pela organização da feira, que para o ano realizar-se-á nova edição do evento.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This